Conversando, a gente aprende mais!

Gestão Pedagógica

E ainda desenvolve várias habilidades socioemocionais. Confira cinco passos para organizar uma boa roda de conversa!

O presente até pode estar em nossas mãos, como diz o senso comum. Mas o futuro, definitivamente, está nas mãos de nossos alunos. Nós, educadores, temos uma oportunidade incrível de moldar esse futuro se nos dedicarmos a formar jovens com pensamento crítico, conscientes dos desafios da humanidade, com desenvolvido senso de cidadania e participação social. E uma maneira de buscar esses objetivos é organizar rodas de conversa.

Utilizadas como ferramenta pedagógica desde a Educação Infantil, onde estimula a aquisição da linguagem oral e o desenvolvimento das relações sociais, as rodas de conversa são aplicáveis também a crianças mais velhas, adolescentes e até a adultos. Elas são poderosas ferramentas de desenvolvimento de habilidades socioemocionais, na medida em que nos permitem aprimorar nossas capacidades de comunicação – que inclui não apenas a competência de se expressar, mas também a de ouvir o outro –, de aprender com o outro e de respeitar opiniões diversas. Com os alunos mais velhos, propostas bem conduzidas podem desenvolver habilidades de investigação, organização e liderança.

Como fazer uma boa roda de conversa?

Para que a dinâmica funcione bem, ela precisa de condução eficiente, de tema e prazo pré-determinados, de avaliação do processo. Confira a seguir os cinco passos que preparamos para garantir o sucesso da sua aula.

Preparação

Como mediador, você deve preparar a dinâmica e o ambiente previamente. Isso inclui organizar as carteiras em roda, para que todos possam ter visão dos demais participantes, escolher previamente o tema a ser trabalhado, pesquisar e disponibilizar textos, vídeos e outros materiais de apoio que possam inspirar os alunos. Para que as ideias não se percam, você pode escolher dois estudantes como sistematizadores, que terão a função de anotar as ideias que estão surgindo para fechamento final do trabalho.

Aquecimento

Com o grupo reunido, combine as regras de convivência. Todos podem falar, mas não ao mesmo tempo. Crie um gesto que você fará sempre que perceber que a discussão está perdendo o foco ou ficando tumultuada. Sempre que você fizer esse gesto, todos devem parar e ouvir o colega que você indicará para expor uma ideia. Finalmente, use algum material para introduzir o tema que possa inspirar o grupo. Pode ser um texto, uma foto, um áudio ou vídeo que desperte a reflexão. Reserve 5 minutos para esta etapa.

Debate durante a conversa

Abra os debates com uma pergunta relacionada ao tema da roda e aponte um caminho para aprofundar a discussão. É importante não expressar uma opinião pessoal, mas sim colocar um questionamento que provoque a reflexão. Seu papel, nesta fase, é manter a discussão acesa unindo ideias expostas e mantendo a neutralidade, sem tomar partidos. Em futuras rodas, você pode escolher um aluno como mediador para desenvolver essa habilidade em sua turma. Reserve de 25 a 30 minutos para esta fase.

Relatoria

Agora é hora dos dois sistematizadores escolhidos no início do encontro se manifestarem compartilhando as principais ideias e mensagens que anotaram e contando como se sentiram durante a exposição de opiniões. Essa fase pode durar 10 minutos e você pode abrir para comentários dos demais, se houver tempo. O seu papel, ao final, é articular os conteúdos que surgiram e compartilhar também as suas impressões para uma conclusão do trabalho.

Avaliação final

Nos últimos 5 minutos, você pode pedir aos alunos para que avaliem a experiência. O que aprenderam com as conversas? Que pontos mudaram o entendimento que tinham sobre o tema? Que novas atitudes práticas pretendem adotar a partir do conhecimento conquistado? Você pode encomendar redações para que os alunos possam expor melhor suas impressões e aprendizados.

Agora que você já tem um roteiro para as rodas de conversa, capriche na escolha dos temas e nas abordagens para cada faixa etária. Entre os possíveis assuntos estão preconceito, bullying, racismo, igualdade entre gêneros, sexualidade, fake News… O que não faltam são temas importantes na sociedade contemporânea. Uma última dica importante: se você escolher algo que tenha relação com a realidade da sua turma, suas chances de engajamento são maiores.

9 Comentários. Deixe novo

  • Magda Helena Alves Cunha
    29/04/2020 08:17

    Bom dia!
    Parabéns pela roteirização da “roda da conversa”, que é fundamental para entender o alunado, sua cultura familiar e apresentar novos desafios.
    Sou professora da Rede Municipal de Diadema e estou muito feliz com essa parceria do Mid Lab em tempos de isolamento social.
    Através deles o trabalho de vocês e quero parabenizá-los.
    Tenho um blogspot Professora Maravilha, vou indicar esse e outros trabalhos de vocês, pois minha missão é compartilhar ações, conteúdos e esperança para os pais e professores que buscam soluções para uma educação mais profícua, saudável e autônoma.
    Magda Cunha

    Responder
  • Vanda Isabel Alonso
    04/05/2020 00:05

    Planejamento, intencionalidade, funcionalidade, ouvir e respeitar o que a criança tem a dizer e necessário para estimular a comunicação.

    Responder
  • Daniela Broio
    11/05/2020 20:45

    Ótimas sugestões, já me imagino trabalhando com meus alunos. Obrigada por dividir conosco

    Responder
  • Maria José
    18/05/2020 21:36

    Roda de conversa são ótimas pois elas possibilitam uma participação interativa e descontraída.

    Responder
  • Antonia Couto
    27/08/2020 14:49

    Ótima sugestão, principalmente aos temas.

    Responder
  • Antonia Couto
    27/08/2020 16:51

    Por meio da roda de conversa é possível abordar vários temas de forma produtiva.

    Responder
  • Elizabete Avelino
    03/09/2020 19:18

    Roda de conversa são ótimas pois elas possibilitam uma participação interativa entre professor e alunos.

    Responder
  • Andrea Lúcia Figueiredo Oliveira
    10/09/2020 21:13

    As rodas de conversas são de suma importância, dar voz aos alunos, compartilhar as ideias e se socializar criando vínculo.

    Responder
  • Adjailma
    04/10/2020 14:42

    A roda de conversa são momentos excelentes para a construção de habilidades socioemocionais, de o aluno saber esperar, ouvir outros e refletir sobre suas próprias opiniões.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu