Como manter os professores motivados desde o começo do ano?

Gestão Escolar

Todo começo de ano letivo é acompanhado pelo desafio que as escolas e educadores possuem em se aproximar dos alunos para mantê-los engajados durante as aulas e melhorar a relevância do ensino.

Hoje o maior ponto de contato com a sala de aula é sem dúvida representado pelos professores, que necessitam ser muito bem capacitados para atingir os objetivos gerais da escola, mas sempre levando em conta a individualidade de cada um dos estudantes.

Pensando nessa qualidade, é claro que a escola tende a escolher professores com a melhor formação e perfil para suas respectivas turmas e matérias. O que não se pode esquecer é que são vários os motivos que podem deixar o corpo docente desmotivado ao longo do ano, desde a falta de estrutura e materiais adequados, passando por salários incompatíveis até o despreparo profissional quando não há apoio para o seu aperfeiçoamento.

Todos esses podem ser motivos para que o professor não consiga se dedicar 100% em sala de aula. Além disso, muitos se sentem mal direcionados e não recebem feedbacks claros sobre seu trabalho.

Portanto, um dos papeis fundamentais da escola é fornecer toda a base necessária para garantir professores motivados desde o começo do ano, o que obviamente será refletido na qualidade das aulas e também irá garantir pais mais satisfeitos.

Entenda por onde começar!

 

Apresente bons resultados do ano anterior

Por maiores que tenham sido as dificuldades do ano anterior, sempre há pontos positivos para ressaltar. Especialmente aqueles que tenham relação direta com cada um dos professores. Essa é uma boa forma de começar o ano reforçando a importância de seus papeis e ainda deixar sinalizado os caminhos que podem ser repetidos ao longo de mais esse período.

O feedback pode trazer tanto dados quantitativos, como baixas nas taxas de repetição e recuperação de uma turma ou ainda dados qualitativos. No segundo caso vale citar um elogio pontual de pais e dos próprios alunos ou  mesmo relembrar algum tipo de inovação e técnica que acabou sendo replicada por outras turmas e professores.

O elogio também pode vir da própria escola ao reforçar qualidades como organização e o cumprimento de prazos, por exemplo. O importante nesse momento é ser positivo!

 

Ouça o que eles têm a dizer

Depois dos elogios, é importante também ressaltar desafios pensando naquilo que pode ser melhorado. Afinal todo bom feedback tem seus dois lados. A diferença aqui é apenas se lembrar de não apresentar respostas prontas e muito menos recorrer para as represálias.

Trate dos desafios gerais da escola como evasão de alunos ou mesmo reclamações de pais ouvindo o que os docentes têm a dizer, afinal são eles que estão no dia-a-dia convivendo diretamente com os problemas da sala de aula e portanto tem uma visão detalhada do que precisa ser resolvido.

Dessa forma, eles se sentirão mais respeitados e dispostos a colaborar para futuras mudanças. O importante é não menosprezar a etapa do retorno através de uma conversa clara e transparente.

 

Liberdade para ensinar

Cada professor tem seu jeito próprio de ensinar de acordo com a personalidade e metodologia de cada um. A escola deve deixá-lo ter a flexibilidade necessária de abordagem, desde que os alunos se sintam confortáveis e a escola possa ter algum nível de acompanhamento.

Um ambiente muito rígido pode diminuir a criatividade dos professores e prejudicar o processo de aprendizagem. Os professores descontraídos costumam ser bem vistos pelas crianças e jovens e, portanto, podem ser ótimos aliados para conquistar a atenção da turma!

 

Incentivo ao aperfeiçoamento

Todos os profissionais do mercado precisam de constante aperfeiçoamento já que as regras e tendências de todas as áreas mudam o tempo todo. Essa atitude é ainda mais válida para os educadores a partir do momento em que além de tudo, eles ainda irão disseminar o que aprenderam.

Ou seja, cursos e treinamentos são sempre bem-vindos. É claro que o aperfeiçoamento pode vir acompanhado por algum investimento das escolas, mas não só! Existem diversas facilidades e até recursos gratuitos para professores que podem e devem ser divulgados.

Quando se fala de apoio, muitas vezes estamos falando sobre incentivos diversos e acessos que eles não terão conhecimento caso não seja pela proatividade da gestão de ensino.

Alguns caminhos são:

  • Fornecer boletins informativos constantes sobre a área da educação (incluindo especialmente as novidades que os manterão atualizados);
  • Promover debates e palestras dentro da própria escola (os próprios profissionais de ensino podem trocar conhecimentos entre si ou ainda é possível trazer convidados externos que tratem de temas relevantes);
  • Indicação de cursos online e presenciais (trabalhar na curadoria de cursos gratuitos ou com facilitações pode ser um começo);
  • Aquisição de materiais novos e atualizados para estudo.

Não se esqueça de fazer um planejamento adequado para cada tipo de treinamento. Muitos cursos são anuais ou semestrais e precisam ser divulgados com antecedência.

 

Investimento na Escola

Uma escola preparada e com uma boa estrutura física e didática motiva os professores a trabalhar um formato de ensino inovador e eficiente.

Para saber se sua escola está preparada comece se questionando:

Sua escola possui todos os ambientes adequados para as diferentes atividades como sala de jogos, laboratórios e biblioteca?

Esses ambientes são bem equipados e fornecem tecnologia necessária de aparelhagem e internet?

Os professores são treinados e capacitados para tirar o melhor proveito de cada um desses ambientes e tecnologias?

Para além da estrutura física, a estrutura pedagógica é outro item fundamental porque irá nortear a maior parte das ações e atividades dos professores e alunos.

Vale pensar:

Sua proposta de ensino estimula atividades para além da sala de aula e do currículo padrão?

Promove a criatividade dos alunos e interação entre eles?

Desenvolve mais do que competências cognitivas, mas também outras habilidades socioemocionais que os nortearão por suas vidas?

Não se esqueça que acima de tudo, a maior motivação dos professores ao escolher a profissão é o amor pelo ensino e a possibilidade de ajudar a formar pessoas melhores e mais completas. Se a sua escola puder oferecer todas as ferramentas necessárias, eles terão muito mais chances de se tornarem professores motivados e assim poder cumprir com êxito essa função.

Agora é só começar o ano se planejando para colocar as ideias em prática e colher os resultados!

 

4 Comentários. Deixe novo

  • O material é rico em demonstrar o cuidado e o interesse que a Instituição manifesta pela sua equipe de trabalho, na realidade a que transforma em sucesso a qualidade e a competência de cada escola. Parabéns.

    Responder
    • Caroline Volodka
      24/01/2018 17:41

      Adelino, ficamos imensamente felizes com o seu comentário! Muito obrigado!
      Tenha certeza de que continuaremos postando conteúdo de qualidade!

      Abs.
      Time Educador360

      Responder
  • Michele Maticoli
    31/01/2018 21:10

    O texto está impecável! O conteúdo do e-book também está excelente! Recomendarei a leitura… Parabéns pelo trabalho!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu