Austrália enfrenta polêmica na reabertura das escolas

Gestão Escolar

Austrália enfrenta polêmica na reabertura das escolas. Contaminação voltou a subir no país em julho, mas a retomada das aulas presenciais não foi cancelada na maioria dos estados

Quando decidiram fechar as escolas, em março, os governos estaduais australianos compraram uma briga com o governo central, que era contrário à medida. A autoridade para decidir sobre a questão naquele país, porém, pertence aos estados. Quando as primeiras escolas começaram a reabrir, no fim de maio, a polêmica se transferiu para professores e familiares, que não se sentiam seguros para retornar às aulas presenciais.

Com quase 4 milhões de estudantes matriculados em 9.503 escolas, a Austrália fez uma retomada parcial das aulas, com regras que variavam de acordo com cada estado. Em alguns, todos os estudantes voltaram de uma vez; em outros, apenas os alunos do Ensino Médio voltaram primeiro.

No início de junho, o país parecia ter controlado a doença. Depois de registrar um pico com 473 novos casos em 28 de março, o contágio caiu para uma média que se manteve abaixo de 20 casos por dia até a primeira quinzena de junho. No final daquele mês, no entanto, uma nova onda de crescimento do contágio foi iniciada, chegando a um pico de 721 novos casos registrados no dia 31 de julho. Esse novo surto, puxado pelo estado de Victoria, ainda não havia sido controlado no início de agosto. No total, 221 pessoas haviam morrido de Covid-19 até o dia 3 daquele mês.

Confira a seguir as poucas medidas adotadas pelos estados:

Retorno gradual

As regras foram diferentes em cada estado. Enquanto Queensland e New South Wales retornaram com todas as crianças das escolas públicas, a Tasmânia fez um início gradual com crianças da Educação Infantil ao 6º ano, e os jovens dos dois últimos anos do Ensino Médio. Os demais anos retornaram apenas na primeira quinzena de junho. Outros estados também fizeram retornos escalonados

Higiene da escola

O governo central australiano, que sempre foi contra o fechamento das escolas, destinou verbas para a aquisição de suprimentos extras de álcool em gel, sabonetes e produtos de limpeza.

Equipamentos de segurança

Os governos estaduais sugeriram, mas não obrigaram os estudantes e funcionários a utilizarem máscaras. A decisão ficou a critério de cada família. Além disso, não foram estabelecidas medidas de aferição da temperatura dos estudantes.

Dias letivos

Em alguns estados, o retorno gradual incluiu a retomada das aulas em apenas um dia por semana.

Presencial e remoto

As famílias não foram obrigadas a enviar os filhos de volta para a escola, por isso as plataformas de ensino distanciado foram mantidas em funcionamento.

Confira na nossa série especial como foi a reabertura das escolas na China, na Dinamarca, na Coreia do Sul, na França, na Nova Zelândia, em Portugal e na África do Sul.

111 Comentários. Deixe novo

  • Tamr Orphali
    19/08/2020 18:11

    Muitas das nossas escolas a questão não é só a falta de sabão para lavar a mão, na verdade é estrutural janelas que não abrem direito torneiras que tem pouca vazão de água e outros problemas que prejudicam o controle da transmissão do vírus.

    Responder
    • Ana Paula Neves do Nascimento
      03/09/2020 16:42

      Eu não consigo imaginar o fato da máscara ser opcional. Ela evita o contato das mãos com olhos e nariz .

      Responder
    • Fernanda
      09/09/2020 10:41

      No Brasil questões políticas, sociais e econômicas infelizmente são problemas a serem resolvidos.

      Responder
      • ROSEMEIRE DE OLIVEIRA SOUZA
        09/09/2020 22:11

        É muito complicado.Pois acredito que não é possível tentar controlar,quando cada estado ou município age de acordo com seus interesses, seria melhor todos sofrer um pouquinho durante uma quarentena rígida,é somente ir reabrindo de acordo com a diminuição de casos.

        Responder
    • Achei muito precipitada e sem controle essas medidas de r retorno utilizada por eles.!

      Responder
  • Mônica Reis
    19/08/2020 20:19

    Países de primeiro mundo, onde saúde e educação são tratados como prioridade conseguem se organizar com segurança para retornar às aulas. Nossa realidade, infelizmente, é de escolas sucateadas e sem a menor condição de receber crianças e adolescentes sem ter sido desenvolvida uma vacina eficaz.

    Responder
  • Sem vacina e sem os recursos básicos para garantir e assegurar a saúde de todos os funcionários e alunos da escola fica inviável voltar as aulas.

    Responder
  • SILVIA HEIMANN MENEGHELLI
    20/08/2020 10:53

    Esse ė um exemplo de enquanto não houver vacina a volta as aulas seja parcial ou não é uma atitude irresponsável.

    Responder
  • Tereza de Fátima Araújo Matias
    20/08/2020 16:20

    Acredito que a estrutura deste país pode dar o suporte necessário para o atendimento de sua demanda.

    Responder
  • ROSE CRISTINA OLIVEIRA
    20/08/2020 19:09

    Acredito que no Brasil será muito inseguro voltar agora às aulas, não temos estrutura física o suficiente para que as pessoas não se contaminem.

    Responder
  • Maria Eleni Teles Silva
    20/08/2020 21:19

    Mesmo com todas as medidas necessárias e de segurança os países que estão abrindo as escolas estão voltando atrás devido ao aumento de contaminações… cenário preocupante!!!!

    Responder
    • maria.arodrigues@hotmail.com
      20/08/2020 22:42

      É necessário ter mais segurança para esse retorno,senão acontecerá como alguns países que tiveram que recuar. Daí será pior.

      Responder
    • Eliane Carvalho de Sousa
      21/08/2020 11:19

      Estamos vivendo um momento muito difícil,neste momento mesmo com todas as medidas tamada acredito que seja muito arriscado voltar às aulas sem a vacina.

      Responder
    • Andressa Cristina Coutinho Barboza
      24/08/2020 19:34

      Concordo, Maria Eleni. Isso demonstra que a pandemia ainda não foi controlada. Seria genocídio impor o retorno às aulas neste momento.

      Responder
  • Será que o Brasil está preparado para o retorno dos alunos a escola neste momento?

    Responder
  • Como podemos perceber em vários países o retorno da volta às aulas só aumentou número de casos de covid.

    Responder
  • Maria Encarnacion
    21/08/2020 15:00

    Acredito que esse ainda não é o momento certo para o retorno das aulas presenciais.

    Responder
  • Maria Encarnacion
    21/08/2020 15:02

    Acredito que esse ainda não é o momento certo para o retorno das aulas presenciais. Sem vacinas e sem estrutura nas escolas fica inviável abrir as escolas, colocando em riscos todos.

    Responder
  • Thais de Souza Santos
    21/08/2020 16:27

    Segurança de retorno apenas quando houver a vacina e estivermos vacinados. Aqui não temos a verba da Austrália para investir em prevenção.

    Responder
  • Regimara de Souza
    21/08/2020 18:39

    Exemplos não faltam. Os cuidados são os mesmos. Penso que cada um precisa ser respeitado em sua decisão

    Responder
  • Maria Aparecida de Lima e Albuquerque
    21/08/2020 19:46

    Esse retorno tem que se pensado muito, principalmente nas creches.

    Responder
  • Elaine Fernandes Magalhaes
    21/08/2020 21:23

    Como o vírus é algo novo para todos, não temos como estabelecer um protocolo único de relaxamento das medidas de precaução, é uma insegurança total.

    Responder
  • Não acho pertinente retornarmos e depois fechar as escolas novamente com outras vitimas. É necessário avaliar as experiências de outros países e pensar em um retorno seguro.

    Responder
  • Maria José De Oliveira Vaz
    22/08/2020 00:04

    A reabertura das escolas é sempre uma decisão de todos, pois mesmo com as medidas de segurança sendo tomadas o risco de contaminação é uma realidade de todos os países.

    Responder
  • Bruna Aparecida da Silva
    22/08/2020 18:58

    Cada país tem se organizado de uma forma, afinal as opiniões são diversas, porém os riscos de contágio são os mesmos para todos!! Portanto, a decisão ao retorno é algo muito importante e que deve ser pensado com muita cautela já que este vírus não está controlado.

    Responder
  • Marcela Barbosa Ribeiro
    23/08/2020 04:01

    Fico me questionando sobre o professor sobrecarregado, tanto psicológicamente, quanto no trabalho. Não vou questionar o lado psicológico neste momento, mas os profissionais estão dando conta das aulas presenciais e remotas? Não ficou muito claro esse ponto para mim no texto.

    Responder
  • Andrea Lúcia Figueiredo Oliveira
    24/08/2020 01:04

    Todo cuidado é pouco, o vírus está circulando, bom mesmo ter cautela. Temos exemplos dos países que voltaram e tiveram grande índice de contaminação.

    Responder
  • Silvania
    24/08/2020 17:34

    Não vejo segurança em manter distância entre crianças pequenas, é praticamente impossível evitar que se toquem.

    Responder
  • Silvania
    24/08/2020 17:37

    Praticamente é impossível evitar o contato entre crianças na educação infantil.

    Responder
  • Shirlei Novelli
    24/08/2020 20:26

    Sempre muito preocupante falar sobre o retorno, principalmente quando se trata de crianças bem pequenas, que precisa a todo momento estar amparada por um ou mais adulto, que todo o cuidado ainda é pouco.

    Responder
  • É preciso ter muito cuidado e pensar em medidas de acordo com a realidade das nossas crianças, ter cautela e responsabilidade pois toda vida é valiosa e ainda não temos o controle da situação..

    Responder
  • Angélica Aparecida Marta de almeida
    25/08/2020 20:31

    Manter distanciamento social na educação infantil é impossível

    Responder
  • Elizabete S. da S. Avelino
    25/08/2020 21:49

    Na minha opinião acho inviável o retorno como fez a Tasmânia com o início gradual com crianças da Educação Infantil ao 6º ano, mas cada país tem seus critérios.

    Responder
    • Simone Avelino
      26/08/2020 18:31

      Concordo. A educação infantil pra mim seria a mais difícil de manter protocolos de segurança.

      Responder
  • Daniela Bortolan
    26/08/2020 16:24

    Acho que um rastreio seria ideal para tentar conter o avanço do virus, no retorno as aulas, mas tenho pouca expectativa que aqui no Brasil teremos tais recursos .

    Responder
  • Damásio R.
    26/08/2020 16:57

    Comparativos do Brasil com paises de primeiro mundo chega a ser impossivel, pois se paramos para analisar não somente como o governo atuou no inicio da pandemia, assim como a população passou a encará-la, muito precisou mudar, e muito mais precisará ser mudado, nas concepções, principalmente no que se refere a concepção de profissionalismo da educação, sendo encarado muitas vezes como cuidado apenas, esta entre outras são questões que vem sendo revistas e precisam ser re-conceituadas no governo e na concepção social.

    Responder
  • Iara Aparecida da Silva Arruda Romano
    26/08/2020 23:06

    Eu acredito que não estamos preparados para volta as aulas, infelizmente esse não é o momento.
    estamos todos muito inseguros ainda, e seria colocar nossas vidas e dos pequenos em risco.

    Responder
  • Cuidado neste momento tão difícil.

    Responder
  • Helena Regina de Santana
    27/08/2020 14:01

    Temos uma realidade completamente diferente. Nosso retorno deve ser bem pensado. Já se foram tantas pessoas por causa desse vírus. Estamos falando de vidas.

    Responder
  • Antonia Couto
    27/08/2020 14:08

    Ainda não temos a vacina ou qualquer medicamento que pode combater a doença.

    Responder
  • Adriana Monteiro
    27/08/2020 14:45

    Teremos segurança apenas com a vacina para o retorno as aulas presenciais.

    Responder
  • Vamos nos cuidar, infelizmente o vírus está circulando e não podemos esquecer a proteção.

    Responder
  • Retorno sem vacina é retrocesso na certa.

    Responder
  • Marlene Terzi de Moura
    27/08/2020 17:08

    De fato, para o retorno das aulas presenciais, os protocolos, as medidas de segurança, higiene etc , devem com certeza serem colocados em prática e serem seguidas com rigor e responsabilidade, assim como o controle de diminuição de casos de pessoas infectadas pelo Covid-19.

    Responder
  • Tamires de Assis Lima Martins
    27/08/2020 18:29

    Como já vimos em outros casos, esses país tem estrutura econômica que possibilita oferecer algum tipo de segurança, mesmo que não seja totalmente possível. No Brasil, mesmo sem pandemia já não tínhamos recursos, agora será que teremos?

    Responder
  • Marcia Morales Catalano Simões
    27/08/2020 18:53

    Os recursos oferecidos por todos os países que já fizeram esse retorno de atividades e estudantes é muito diferente do que nosso país oferece como recurso e gestão. Toda infra estrutura precisa funcionar de uma só vez!

    Responder
  • Cleide Aparecida da Silva Brito
    27/08/2020 19:04

    Ainda é muito preocupante o retorno as aulas,pois estamos vendo muitos países que se precipitaram voltar atrás com o aumento de casos.

    Responder
  • Josilene Cardoso de Lima Oliveira
    27/08/2020 21:11

    Acredito que não estamos preparados para a volta as aulas.

    Responder
  • Manter distanciamento social na Educação Infantil é totalmente contraditório. As crianças precisam socializar e interagir uma com as outras e com os adultos. Agora como garantir a segurança das crianças e dos adultos com a pandemia!? Mesmo com protocolos, todos estarão correndo riscos.

    Responder
  • Edneusa Silva de Oliveira Sales
    27/08/2020 21:53

    Preocupa-me a realidade brasileira

    Responder
  • Marines Dumont
    27/08/2020 22:32

    Lendo os textos anteriores que trazem experiências em vários países e este em questão, não vejo, no mundo todo, lugar algum que tenha possibilidade de retorno às aulas presenciais com segurança. Mesmo nos países de primeiro mundo, onde tomaram esta medida, foi necessário retroceder. Protocolos de segurança não são suficientes. Impedir o ser humano de se relacionar, interagir, conviver na escola é tirar da escola sua função principal e dos estudantes os seus direitos. Pensando em nosso país, no qual não temos estruturas básicas nas escolas públicas, não vejo nenhuma condição para retornarmos.

    Responder
  • Por mais que haja todo um cuidado e preparação para o retorno às aulas, sem vacina não temos um retorno seguro.

    Responder
  • Talita Consentino Ayres
    28/08/2020 12:20

    Vemos que algumas medidas não foram obrigatórias e os casos de contaminação subiram.

    Responder
  • Vera Lúcia Romanich
    28/08/2020 12:37

    O Brasil ainda está com o número de casos e de mortes muito alto para o retorno das aulas presenciais. Os países com números bem menores estão fechando as escolas novamente pelo aumento de casos. Imagina aqui no Brasil que o número ainda está muito alto?

    Responder
  • Lucineia
    28/08/2020 13:35

    Como já foi registrados nesses comentários, também acredito que além dos protocolos de segurança, a conscientização das pessoas é super significativa,pois a tentativa de reabertura sem uma concreta avaliação de que está seguro nos expor é uma decisão em conjunta, ouvir a população e os governantes. Mas acredito que apenas com a vacina conseguiremos seguir confiantes.

    Responder
  • lilian Ap. Teodora de Moura
    28/08/2020 13:48

    Não me sinto preparada para um retorno seguro este ano, sei bem que a covid 19 não é brincadeira ela mata sem piedade alguma.

    Responder
  • Estar preparado para a volta, exigiria segurança para isso, fato que ainda não temos já que o vírus é algo novo.

    Responder
  • Marcia dos Santos
    28/08/2020 17:50

    Avalio interessante todas as medidas de prevenção à saúde adotadas pela Austrália, mas uma incoerência praticada por alguns estados, que deixaram que o uso de máscaras fosse optativo, tendo em vista que a Organização Mundial da Saúde estabelece como uma medida eficaz. A avaliação que faço é que não seguem com seriedade as orientações dos especialistas de saúde no combate à disseminação do vírus.

    Responder
  • Elisângela
    28/08/2020 18:28

    Infelizmente, tudo aponta que não estamos preparados para esse retorno seguro.

    Responder
  • Zoraide Carpanez Benzi
    28/08/2020 20:41

    Pelas leituras efetuadas do retorno das escolas na China, Dinamarca, Coreia do Sul, Nova Zelândia, África do Sul, percebemos que mesmo com os protocolos seguidos os picos de contaminação retornaram. Aqui no Brasil não será diferente, visto que não estamos prontos psicologicamente, pois nossas estruturas escolares são deficientes; carecemos de recursos físicos e materiais.

    Responder
  • o uso de máscara não ser obrigatório acarreta colocar a vida dos demais em risco.

    Responder
  • Luciana Ulba
    29/08/2020 18:21

    Acredito que ainda não estamos preparados para o retorno das aulas. Como garantir a segurança de todos? Está é a questão mais importante neste momento.

    Responder
  • Carolini Almeida
    31/08/2020 02:32

    Uma decisão difícil de ser tomada sem uma vacina. Insegurança, medo e aprendizado não combinam.

    Responder
  • LILIAN CRISTINA TERRA
    31/08/2020 17:49

    Concordo que insegurança, medo e aprendizado não combinam, exigem um trabalho muito bem elaborado a pensar em projetos humanitários, ainda mais com os recursos educacionais do Brasil.

    Responder
  • Maria Aparecida Cirilo
    31/08/2020 18:39

    Ainda não é hora voltarmos para as escolas, o melhor é esperar pela vacina

    Responder
  • Maria Aparecida Cirilo
    31/08/2020 18:39

    Ainda não é hora voltarmos para as escolas.

    Responder
  • Maria Aparecida Ribeiro
    31/08/2020 22:18

    Os governantes divergem sobre a questão do retorno as aulas presenciais. Quando na verdade deveria haver uma concordância unânime quanto ao atendimento de todas as condições necessárias para que nenhuma vida mais fosse perdida para o vírus. Evitar o contágio ao máximo protege a todos, pois não sabemos como o nosso organismo pode reagir se formos contaminados e ainda não há vacinas que possam controlá-lo ou exterminá-lo.

    Responder
  • Márcia Conceição Alves
    01/09/2020 00:23

    Decisão difícil de ser tomada, sabemos todos os cuidados a ser tomados, mas enquanto não ter uma vacina nada é seguro.

    Responder
  • Paula Costa
    01/09/2020 17:41

    Nossa realidade precisa passar por várias mudanças, que vão deste janelas que não se abrem, torneiras que não funcionam, e quando funciona com pouca vasão de água, ventiladores queimados, falta de material de limpeza, entre outros. Para nosso retorno é preciso mudar muitas coisas.

    Responder
  • Saloan Lima
    01/09/2020 22:17

    Acredito que o nosso País não tem como seguir todos os protocolos estipulados para um retorno seguro! Falta muita estrutura!

    Responder
  • Andressa Jorge Catalano
    02/09/2020 20:25

    Falta estrutura no nosso país! Por isso tanta insegurança dos pais, alunos e professores para o retorno às aulas!

    Responder
  • Audrea Simone Varella
    02/09/2020 20:51

    Uma coisa estranha é a falta de obrigatoriedade do uso dos equipamentos de segurança pelas professoras e educandos. Também não é obrigatório enviar as crianças tendo opção das aulas remotas, quer dizer, o professor nunca teve que trabalhar tanto, sem opções !!!!!!!

    Responder
  • Audrea Simone Varella
    02/09/2020 20:54

    Uma coisa estranha é a falta de obrigatoriedade do uso dos equipamentos de segurança pelas professoras e educandos. Também não é obrigatório enviar as crianças tendo opção das aulas remotas, quer dizer, o professor nunca teve que trabalhar tanto, sem opções de escolher, ninguém pergunta o que o professor acha de tudo isso que resolvem por ele.

    Responder
  • Elisabete
    02/09/2020 22:41

    Quando as orientações da Organização Mundial de Saúde não são levadas a sério, pagam com a perda de vidas. Parece tão básica a recomendação do uso de máscaras. Mas muitos pagam para ver.

    Responder
  • maria Regina
    03/09/2020 01:41

    Ao tomar conhecimento de como tem sido a volta às aulas nestes vários paises, percebo que esta volta é muito dificil sem perder vidas.É um retorno nada viável em nosso pais, pois além da falta de recursos temos que lidar com a questão politica que aqui tem sido forte , interferindo e influenciando a população na avaliação ou credibilidade em relação à doença.As opiniões são muito divergentes o que não ajuda no combate à doença.

    Responder
  • Luciane Nunes de Lima
    03/09/2020 12:16

    Sem a vacina fica difícil pensar num retorno seguro !

    Responder
  • Ana Lúcia Fernandes Teixeira
    03/09/2020 17:23

    Precisamos observar o retorno das aulas com cautela.

    Responder
  • Ana Lúcia Fernandes Teixeira
    03/09/2020 17:24

    Que sirva de modelo a volta as aulas de outros países.

    Responder
  • Ana Lúcia Fernandes Teixeira
    03/09/2020 17:26

    É preciso muita proteção para volta das aulas.

    Responder
  • Ana Lúcia Fernandes Teixeira
    03/09/2020 17:27

    Cautela é necessário neste momento.

    Responder
  • São ótimos exemplos para seguir, porém uma questão:
    Nós estamos preparados para esse retorno, atendendo todo o protocolo de prevenção necessário?

    Responder
  • Eliade de Fátima Roberto
    03/09/2020 20:17

    Creio que o Brasil não consegue seguir os protocolos tendo em vista o estados das escolas e salas de aula, o tipo de apoio que recebemos…

    Responder
  • Tais da Silva Amaral
    03/09/2020 22:14

    Me pergunto se a secretaria da Saúde autorizou a máscara ser opcional ,porém é extremamente importante os pais poderem opinar em mandar ou não os seus filhos .

    Responder
  • Sandra Mandarano
    04/09/2020 18:42

    Mais um país em que o uso de máscaras é opcional e o retorno às aulas não é obrigatório. Espero que o uso das máscaras no Brasil t seja obrigatório no retorno às aulas. Escolas que não tem saneamento básico e itens de limpeza e higiene em quantidade adequada para minimamente cumprir os protocolos não deveriam retornar… . Bom seria se as famílias pudessem optar em mandar os filhos ou não e não mandando eles pudessem continuar com um ensino remoto de qualidade…..esta realidade é bem distante do nosso país.

    Responder
  • Se em paises desenvolvidos há aumento de contagio , imagino em um país continental, com baixo recurso o que pode ocorrer?

    Responder
  • Fernanda M. Brandão Sizilio
    04/09/2020 19:43

    Decisão difícil de ser tomada, a aposta que vale a vida, e a retomada das aulas, como está sendo proposta, não ajuda o pai que realmente precisa da creche todos os dias, terá que ter revezamento , devido a quantidade de crianças nas salas, visto que terá que ter menos crianças, como manter o distanciamento ??? Educação infantil é afeto,carinho é toque.

    Responder
    • PATRICIA TELES GONÇALVES
      04/09/2020 23:09

      Países de primeiro mundo, onde saúde e educação são tratados como prioridade conseguem se organizar com segurança para retornar às aulas. Nossa realidade, infelizmente, é de escolas sucateadas e sem a menor condição de receber crianças e adolescentes sem ter sido desenvolvida uma vacina eficaz.Sem a vacina não é viável .

      Responder
  • PATRICIA TELES GONÇALVES
    04/09/2020 23:15

    Sem a vacina não é viável o retorno a comparação entre outros países, em qual geralmente tem mais recursos que o nosso que ainda é considerado um país subdesenvolvido, gostaria de saber se nossas escolas tivesse os filhos dos nossos governantes teria esse pensamento de retorno antes de ter um planejamento eficaz, vidas são vidas, não importa a classe social.

    Responder
  • Maria das Graças Viana Alves
    04/09/2020 23:31

    Preocupante! o uso de máscara não ser obrigatório.

    Responder
  • DORACI ALVES DE SOUZA
    05/09/2020 03:10

    Sem vacina, seria desastrosa a volta às aulas.

    Responder
  • Marjorie Paula de Oliveira
    05/09/2020 21:49

    São decisões complicadas. Visto polêmica em um país considerado com estruturas, mas se pensarmos bem é uma pandemia um vírus que afeta a vida. Então é necessário rever os conceitos e ter cautela.

    Responder
  • Um ponto que se tornou comum a todos os países, seguem os protocolos. Voltam as aulas e logo aumenta os casos de contaminação, assim acabam voltando atrás.

    Responder
  • Edileuza
    06/09/2020 10:38

    Mais um exemplo que retorno sem imunização é um ato irresponsável

    Responder
  • ELAINE FERNANDES FERREIRA
    07/09/2020 13:31

    Retorno das aulas presencias para a Educação Infantil, melhor no próximo ano.

    Responder
  • Claudia M. Ferreira
    07/09/2020 18:53

    O retorno às aulas tanto na Austrália como no Brasil, tem sido motivo de muitas opiniões divergentes, pois tanto lá como aqui, os Estados tem a prerrogativa de dizer quando as aulas ão retornar. contudo no Brasil pressão sofrida por governadores e prefeitos por parte das escolas particulares é imensa, mas a rede pública possui muitos déficits no que se refere a estrutura antes da pandemia, que somente foi agravada com a COVID-19. Os pais estão muito apreensivos e muitos relatam aqui no Brasil que mesmo se as aulas retornarem não mandarão seus filhos para a escola. Quanto aos professores a grande maioria pensa em retorno somente com a vacina. Por fim, o retorno às aulas é um drama tanto na Austrália , bem como no Brasil.

    Responder
  • jose rosangelo torres da silva
    09/09/2020 14:10

    A experiencia deste país nos mostra que a retomada ao atendimento presencial deve acontecer de forma responsável para que não aconteçam novos picos de contaminação.

    Responder
  • Países de primeiro mundo…coisa que infelizmente o nosso país está longe de ser

    Responder
  • Arriscado

    Responder
  • Juliana Fabien Vieira Telles Rudge
    10/09/2020 20:04

    Apesar de estarmos falando de um país que apresentou números de infectados baixos em comparação ao Brasil, as poucas formas de prevenção adotadas para aqueles que retornaram as suas atividades demonstram tamanha irresponsabilidade no enfrentamento ao vírus. Independente das estatística e comparações a outros países, uma única vida vale muito!

    Responder
  • Rita Muniz e Silva Pereira
    10/09/2020 21:20

    Infelizmente na Austrália a polêmica não está apenas na reabertura das escolas. Visto que não ouve um consenso entre os governos estaduais e governo central para a tomada de decisão e criar protocolo . No Brasil falamos muito de protocolo , está evidente que as volta as aulas só deveria acontecer após a vacina. Mesmo porque o ano letivo está está normal. Só em modalidade diferente. É preciso priorizar a vida.

    Responder
  • Telma Ferreira Sinezio
    11/09/2020 02:55

    Pensar em um retorno só se realmente os municípios terão verba suficiente para investir nos recursos de higiene, pois é muita responsabilidade!!!

    Responder
  • Aparecida
    11/09/2020 20:33

    Concordo com você, Fernanda!

    Responder
  • Juracy Valeriano Dutra Marcial
    12/09/2020 01:22

    achei imprudente não obrigar a usar máscara, achei interessante a volta ser opcional e continuar o ensino remoto. A disponibilização de EPIS para segurança é de suma importância.

    Responder
  • Acredito que a máscara é a nossa maior segurança. Deixar a família decidir se usa é errado.

    Responder
  • MEIRY PASCOALINA MACIEL
    16/09/2020 15:35

    Acho que neste ano não devemos retornar às aulas presenciais. Vamos aguardar a vacina.

    Responder
  • Edileusa
    16/09/2020 23:34

    Não estamos preparados para a volta das aulas, na Educação Infantil dificilmente conseguiremos seguir os protocolos de segurança.

    Responder
  • JANETE M R VIEIRA
    19/09/2020 09:27

    Antes de discutir protocolos de segurança contra o vírus, aqui no Brasil precisamos rever nossas estruturas físicas e de profissionais de apoio.

    Responder
  • Com a volta precipitada de alguns países, o que percebemos é o aumento nos casos de contaminação pela COVIDE19
    , infelizmente sem vacina não há um retorno seguro!

    Responder
  • Jane Cristina Alves de Moraes Lins
    21/09/2020 19:45

    Na minha opinião o Brasil possui muitos problemas. A cultura brasileira, o modo como as pessoas estão lhe dando com tudo isso. Vejo como muitos pais desistiram da Educação, como deixaram de lado.

    Responder
  • Bruna Carolina de Oliveira
    22/09/2020 14:47

    O interessante é notar que o governo logo tratou de implementar medidas para aquisição de materiais de higiene e limpeza extras. Algo seria extremamente necessário em nosso país.

    Responder
  • Janaine Silva Espíndola Araújo
    22/09/2020 15:24

    Comparar-se com as estruturas de outros países é importante para mostrar aos governantes as mudanças necessárias .

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu