Aulas Síncronas ou assíncronas?

Gestão Escolar

Aulas Síncronas ou assíncronas? Dando continuidade à nossa série sobre as transformações impostas pela pandemia à educação, e sobre a entrada da escola na era da educação híbrida. Hoje, em virtude de um novo cenário, vamos abordar dois novos termos que passaram a fazer parte da vida de todos os professores que atuava em sala de aula: aulas síncronas e assíncronas.

Mas o que isso quer dizer mesmo?

Segundo as definições em dicionários, síncrono é um adjetivo que se aplica a algo que acontece simultaneamente. Na comunicação, indica que a mensagem é recebida e pode ser respondida imediatamente. Ou seja, permitindo a interação. Em contrapartida, assíncrono é algo que não tem essa possibilidade.

Trazendo para o universo da educação, aulas síncronas são aquelas que acontecem ao vivo. Com alunos, alunas, professor ou professora numa mesma sala virtual. Interagindo por meio de som e imagem. Em resumo, aulas assíncronas são aquelas em que o professor ou a professora sobe em alguma plataforma virtual um arquivo de vídeo com suas explicações sobre um determinado tema. Em outras palavras, é uma aula gravada.

Qual das duas modalidades é a melhor?

Para responder a essa pergunta cada professor e cada professora deve entender que, na nova realidade da educação híbrida, as duas opções devem ser utilizadas de forma integrada e complementar aos momentos de encontros presenciais.

Ou seja, esses recursos criam uma nova dimensão de apoio ao processo de ensino-aprendizagem, que não se limita mais apenas ao espaço físico da escola. O estudante passa a poder contar o apoio de seu professor ou de sua professora a qualquer momento.

Isso requer de nós, educadores e educadoras, a capacidade de darmos um passo para fora do conjunto de conhecimentos e práticas pedagógicas a que estávamos habituados para criar um novo modelo de educar que contemple, pelo menos, três possibilidades de interação: presencial, virtual síncrono e virtual assíncrono.

De que forma eu adapto o meu conteúdo a esse novo cenário?

Cada professor deve fazer seu exercício de reflexão. Dentro do planejamento de um ano, olhando para tudo o que você precisa ensinar, pergunte-se:

  • Quais são os tópicos que podem ser gravados e devem permanecer na rede para acesso dos alunos a qualquer momento? Enquadram-se aqui explicações sobre temas mais complexas, que ajudam a reforçar o processo de aquisição do conhecimento, ou aqueles de uso recorrente por parte dos alunos.
  • Quais tópicos podem ser levados para os momentos síncronos de interação virtual? Esta resposta exige uma reflexão sobre o papel que as aulas virtuais terão dentro do seu planejamento. Elas servem para tirar dúvidas, apenas? Ou você vai apresentar novos conteúdos por meio delas?
  • O que eu só posso ensinar presencialmente, em sala de aula? Num cenário de acesso restrito ao espaço físico das escolas, é necessário valorizar esses momentos e utilizá-los com o que você tem certeza de que vai funcionar melhor num contato olho no olho com os alunos.

Esse processo de autoavaliação e reinvenção não é fácil, nós sabemos bem disso. Muitos professores, que antes nunca haviam imaginado a possibilidade de ensinar para uma câmera de celular, agora precisam entender de que forma isso entra em suas práticas pedagógicas.

A pergunta seguinte que já está martelando na cabeça de muitos professores e professoras, nós sabemos, é: qual a melhor ferramenta para aulas síncronas? E para as assíncronas? Mas esse já é o tema do nosso próximo post da série. Na semana que vem, vamos falar sobre as ferramentas gratuitas para aulas virtuais. Até lá.

71 Comentários. Deixe novo

  • Maria Neusa Soares Pavan
    09/12/2020 19:30

    Muito interessante o tema. Para irmos refletindo para os próximos planejamentos.

    Responder
  • Ana Maria Urquiza de Oliveira
    09/12/2020 19:41

    Aulas síncronas e assíncronas são possibilidades de dar continuidade ao trabalho da sala de aula, impedido de acontecer no espaço físico da escola por causa da pandemia. Temos visto que essas modalidades de ensino serão necessários por mais algum tempo, a depender das condições de retorno ou não à sala de aula da escola.

    Responder
  • Marcia Morales Catalano Simões
    09/12/2020 20:44

    Independente de se voltar presencialmente as aulas o que nos parece claro é a necessidade de ampliar, de forma diferenciada, o ato de aprender. Portanto, a educação de forma híbrida deverá permanecer enquanto mais uma alternativa do professor para facilitar a aprendizagem.

    Responder
  • Anna Siciliano
    09/12/2020 22:20

    Realmente esses recursos criam uma nova possibilidade ao processo de ensino-aprendizagem e que não fica somente na sala de aula , possibilitando ao estudante consultar quando quiser .

    Responder
  • Realmente muitos desafios e incertezas, porém com esperança de que dias melhores virão! E além disso, é essencial evoluir no quesito Educação, mesmo diante de muitas dificuldades é necessário pensar em formas de resgatar nossos alunos, cuidando do desenvolvimento, da saúde física e emocional!

    (Aguardando ansiosa pelo próximo conteúdo: ferramentas gratuitas para aulas virtuais).

    Responder
  • Maria Eleni Teles Silva
    10/12/2020 13:54

    A dúvida do professor é: qual como definir qual conteúdo deve ser assíncrono e qual conteúdo deve ser síncrono? A dispersão entre os alunos tende a ser maior, por isso a necessidade dos educadores de pensar cuidadosamente sobre que material salvar para sessões síncronas ao vivo e qual pré-gravar para aprendizado assíncrono, para assim, conseguir um tempo maior de atenção dos mesmos.

    Responder
  • Simone Procópio
    10/12/2020 15:35

    Estratégia adotada para o ensino remoto, que provavelmente permanecerá no ensino híbrido. Nos resta aguardar as diretrizes dos órgãos responsáveis.
    Que venha a vacina!

    Responder
  • Rosemeire
    10/12/2020 17:34

    Temos que ter esperança sempre!

    Responder
  • Todo apoio é bem- vindo na aprendizagem significativa de cada criança.

    Responder
  • Maria Encarnación
    10/12/2020 19:15

    Organizar os conteúdos para serem utilizados em momentos oportunos.

    Responder
    • Ano atípico!!!Agradeço a parceria com à Mind Lab que nos proporcionou temas atualizados e com ferramentas necessárias para enfrentar esse período remoto !!!

      Responder
  • Claudia Barros
    10/12/2020 19:48

    Capacitação e planejamento; ação, reflexão e ação.

    Responder
  • Alessandra Silva
    10/12/2020 19:51

    Aulas síncronas ou assíncronas, a aprendizagem tem que acontecer… é importante que o professor saiba selecionar os conteúdos a serem desenvolvidos tanto de uma forma como de outra. Além disso, procurar outras possibilidades de acesso aos alunos.

    Responder
  • Vera Lucia Cardoso da Silva
    10/12/2020 19:56

    Planejamento é tudo.

    Responder
    • wanderlaine Fernandes da Silva Dias
      11/12/2020 12:03

      Um ótimo tema temos sim qie pensar e refletir sobre nosso planejamento, pois sabemos o quando é importante este planejamento independente de ser presencial ou Onlaine temos que rever nossas ações o que deu certo oque não deu e seguir com um planejamento que garanta o desenvolvimento de nossos educando.

      Responder
      • Conceição de Maria Rodrigues Lopes
        11/12/2020 16:44

        Muitos desafios e incertezas, novas ferramentas e aprendizagens.

        Responder
    • Aparecida
      16/12/2020 19:13

      Concordo com você, Vera!

      Responder
  • ELIZABETE AVELINO
    10/12/2020 20:52

    Como o texto mesmo diz são recursos que criam uma nova dimensão de apoio ao processo de ensino-aprendizagem.

    Responder
  • Neliane de Fátima Ferreira
    10/12/2020 21:38

    Ótimo texto.

    Responder
  • Andrea Lúcia Figueiredo Oliveira
    10/12/2020 21:47

    Essas novas modalidades se fazem necessárias nos dias atuais e ficarão como oportunidades para dar sequência no processo de ensino aprendizagem.

    Responder
  • Edina da Silva São Pedro
    10/12/2020 22:11

    Na educação infantil em que o brincar e interagir são fundamentais e necessita do apoio em casa do adulto para participação as aulas , creio que há uma dificuldade inerente as aulas.
    A questão pedagógica, contato com as outras crianças, o professor presencial e ambiente escolar é fundamental.

    Responder
  • PATRICIA TELES GONÇALVES
    10/12/2020 23:22

    Aulas são síncronas e assíncronas são possibilidades de dar uma continuidade ao trabalho da sala de aula, impedido de acontecer no espaço físico da escola por causa da pandemia. Temos visto que essas modalidades de ensino serão necessários por mais algum tempo, a depender das condições de retorno ou não à sala de aula da escola.

    Responder
  • Juliana Fabien Vieira Telles Rudge
    11/12/2020 00:55

    Cada uma das três modalidades: presencial, síncrona e assíncrona virtual deverão ser ponto de partida para as formações de professores em 2021. Pois, mesmo a modalidade presencial não será mais a mesma.
    Entretanto, devemos ponderar os diferentes segmentos que compõem a Educação Básica e suas especificidades, na Educação Infantil, por exemplo a modalidade assíncrona virtual pouco foi compreendida pelas famílias, que em muitos casos seguiram métodos próprios, que em pouco ou nada se assemelhavam as propostas elaboradas pela escola. Dessa forma, para 2021 deveremos usar estes resultados para reavaliar e replanejar nossas ações, caso a modalidade de ensino remoto se prolongue.

    Responder
    • Essas modalidades( síncrona ou assíncrona)de ensino poderão se tornar uma realidade a partir de 2021, depende de planejamento, políticas públicas, pois hoje o que vemos nas comunidades carentes é falta de acesso à internet de boa qualidade e pessoas da família utilizando os mesmos espaços dentro de casa, dificultando o trabalho e ensino remoto.

      Responder
  • É preciso adaptação sempre! A cada novo ano, a cada nova turma, a cada nova realidade. Esse ano nos trouxe a possibilidade de rever nossos métodos e melhorar nossas técnicas.

    Responder
  • Margarida olivia
    11/12/2020 03:24

    Penso que serà uma série de desafios para todos !

    Responder
  • Rosemaire
    11/12/2020 11:46

    Tivemos que buscar formas e ferramentas, que não prejudicasse ainda mais a aprendizagem dos alunos e a tecnologia veio auxiliando nesse momento tão difícil. E são ferramentas importantes no nosso trabalho.

    Responder
  • Elaine Finavaro Silva
    11/12/2020 11:53

    Ótimo texto para refletirmos nossas práticas, agora daqui pra frente independente da pandemia o ensino será assim uma mistura de presencial, com aulas gravadas ou ao vivo.
    Infelizmente tudo é dito como se a internet estivesse acessível a todos e ainda confundem se pacote de dados com internet com giga suficiente para estudos. As autoridades como sempre fica no faz de conta que tudo tá dando certo. Aff
    Fica minhas reflexões!!!

    Responder
  • Novos desafios, novas ferramentas, novos métodos para uma aprendizagem mais significativa, precisamos nos adaptar as mudanças de acordo com a realidade de todos.

    Responder
  • Elisabete Marques
    11/12/2020 12:42

    A Pandemina descortinou as diferenças e a discrepância da realidade dos alunos em todo o país. Cabe a nós professores organizarmos aulas nos diferentes formatos e fazer busca ativa constante dos alunos. No entanto, o acesso a essas aulas tem sido garantido? A população mais carente e periférica sem acesso a internet mais uma vez é excluida. Que 2020 ensine um pouco para 2021.

    Responder
  • Viviane Maria de Souza Carvalho
    11/12/2020 13:33

    É interessante vermos como a Educação vem mudando, se transformando ao longo dos anos. E de acordo com a necessidade social. E essa pandemia trouxe a necessidade de olharmos para novas técnicas, recursos, maior organização e dedicação.

    Responder
  • Vera Lucia Romanich
    11/12/2020 13:39

    Precisamos nos adaptar às mudanças, e este momento nos coloca uma grande mudança.
    Temos que nos adaptar.

    Responder
  • Sonia Rodrigues
    11/12/2020 13:53

    Texto interessante! Gostei das dicas para as mudanças e novas aprendizagens!

    Responder
  • Desde o início da pandemia estamos adaptando nossa forma de trabalhar à realidade que nos foi imposta. Acredito que com nossa criatividade e empenho continuaremos a nos adaptar as novas demandas.

    Responder
  • Claudia Lumberg
    11/12/2020 14:20

    Aprendendo e refletindo sempre.

    Responder
  • Fernanda
    11/12/2020 14:31

    Texto excelente!

    Responder
  • Claudia Maria de lima pereira
    11/12/2020 15:37

    As coisas aconteceram inesperadamente e tivemos mesmo sem querer renovar e fizemos tudo isso com muita glória, claro que tivemos dificuldades, mais enfim , continuamos…. e se precisar que venha as mudanças.

    Responder
  • Daniela Taís Ferreira de Melo
    11/12/2020 15:46

    A tecnologia está cada dia mais presente em nossa rotina, porém com a pandemia ela se tornou uma ferramente fundamental para realizarmos o nosso trabalho, temos que nos adaptarmos a essa nova realidade.

    Responder
  • Iara Ap. da Silva Arruda Romano
    11/12/2020 16:44

    A criatividade e a adaptação de um professor está sempre em mudança, e a preocupação de que seus alunos realmente estão entendendo o que está sendo passado.
    Faz com que nós planejamos e mudamos o caminho conforme as necessidades de cada um.

    Responder
  • Edileuza
    11/12/2020 17:48

    Novos desafios surgiram, e teremos muito mais com o retorno das aulas presenciais. Tudo isso mostrou que precisamos nos adaptar à nova realidade que já existia antes da pandemia, a necessidade de buscar novas ferramentas, estratégias e práticas aliadas ao uso da tecnologia. Nos mostrou tbm que somos capazes de inovar, e que nesse ano de tantas dificuldades ,nós profissionais da educação, enfrentamos muitos obstáculos, mas conseguimos vencer todos. E por isso merecemos todo o reconhecimento, por nossa dedicação, compromisso com a educação e respeito com nossas crianças e com toda a comunidade escolar.

    Responder
  • Célia Cristina da Silva Moura
    11/12/2020 17:51

    A pandemia impôs adaptações a todos… sobretudo no jeito de ensinar e aprender, no entanto temos que nos atentar para que todos os alunos tenham acesso a esse novo jeito de aprender.

    Responder
  • SALOAN DE LIMA BARATI
    11/12/2020 17:55

    Adaptação é a palavra chave deste ano. Ótimo texto.

    Responder
  • Vera Lucia Ludwig Ramos
    11/12/2020 18:46

    Sou professora de creche e nao existe essa possibilidade, mas se tratando de crianças maiores sem dúvida a aula síncrona sem dúvida é melhor mas pode ser mediada com o ensino hibrido.

    Responder
  • Vera Lucia Ludwig Ramos
    11/12/2020 18:48

    já feito

    Responder
  • ELAINE FERNANDES FERREIRA
    11/12/2020 18:50

    Uma questão importante sobre o assunto é : Como as famílias com dificuldades ou acesso nenhum à internet, ou mesmo, aparelhos celulares de qualidade poderão fazer uso desse novo tipo de educação para apoiar de forma plena seus filhos e filhas?

    Responder
  • Vera Lucia Ludwig Ramos
    11/12/2020 18:55

    Como professora de educação infantil de zero a três anos nao existe essa possibilidade.

    Responder
  • DORACI ALVES DE SOUZA
    11/12/2020 20:00

    Planejamento é primordial em qualquer faixa etária. Devemos usar de criatividade e técnicas para tornar as aulas mais interessantes e com conteúdos que chamem a atenção, já que por um bom tempo ainda teremos aulas online.

    Responder
  • Maria das Graças Viana Alves
    11/12/2020 22:08

    Ótimo texto!!

    Responder
  • Fernanda Santana de Oliveira
    11/12/2020 23:20

    O planejamento das ações é uma constante da vida do professor, a atualidade nos trouxe uma nova realidade e junto com ela a necessidade de um planejamento mais reflexivo e constante voltado as necessidades reais dos alunos.

    Responder
  • debora pavani
    12/12/2020 01:10

    Temos que ter muita cautela com tanto isolamento, só se apoiando em plataformas, tecnologias…. volto a dizer, os alunos, o ser humano precisa da socialização para se desenvolver.

    Responder
  • Marlene Terzi de Moura
    12/12/2020 13:03

    Tema muito interessante, para reflexão de todos nós professores. Acredito que as três possibilidades contribuem para pensarmos e organizarmos nosso planejamento, sempre com o objetivo de proporcionar ao alunos de forma integrada, um processo de ensino-aprendizagem com qualidade, onde o mesmo é protagonista de sua aprendizagem e o professor o mediador desse processo.

    Responder
  • Claudia M. Ferreira
    13/12/2020 22:29

    As aulas não são mais como eram antes, isto é um fato. Mas o que precisamos definir na educação infantil é: as aulas serão síncronas? caso sim os estudantes terão acesso a tablets e chip com pacotes de dados para poder acessar as aulas virtuais? Os professores serão capacitados em quais ferramentas digitais? O professor também receberá equipamentos (câmera, tablets e celulares com alta capacidade de memória e resolução para gravar e realizar as suas aulas?)
    Já no que diz respeito as aulas assíncronas a equipe gestora irá juntamente com o quadro de professores abordar esse tema e auxiliá-los em quais os conteúdos deverão ser gravados? quais deverão ser ministrados em sala de aula virtual? E, por fim, quais conteúdos deverão ser ministrados presencialmente quando as aulas presenciais retornarem?
    Concluindo esse é um árdua trabalho para toda a educação em 2021.

    Responder
  • Marjorie
    13/12/2020 23:19

    Ambos modelos de elaborar as aulas já fazem parte de nossa realidade, mas cada um com sua adequação e sempre tentando levar a disponibilização para todos.

    Responder
  • Lucineia FUKUZAKI
    14/12/2020 17:17

    Interessantíssimo esse texto, adorei os novos termos e sim planejarmos pensando nas três maneiras de atuar.
    Acredito que ,apesar de estarmos aprendendo, nos ajudará a planejar com mais segurança e dar continuidade ao tema abordado, os alunos interagirão mais, com certeza!

    Responder
  • Regimara de Souza
    14/12/2020 19:17

    Esse ano, além de aprender a usar a tecnologia de forma mais presente, também aprendemos a usar muitos termos novos no nosso vocabulário: educação híbrida, aulas síncronas ou assíncronas, lives, meets e por aí vai. Realmente foi um ano de muitas descobertas. O ser humano está sempre em processo de aprendizagem. Acredito que a educação terá um novo marco, antes e pós pandemia.
    Que venha 2021!!1

    Responder
  • Marcela Barbosa Ribeiro
    15/12/2020 02:24

    Espero que haja uma efetiva reflexão sobre o trabalho realizado em 2020 e que nos leve a fazeres mais eficazes, pensando em todos os envolvidos: o educador, a adaptação da sua práxis, a realidade dos estudantes em prol da aprendizagem, que é nosso maior objetivo.

    Responder
  • SÔNIA DE ASSIS DA SILVA
    15/12/2020 13:13

    É O MAIS DIFÍCIL SÃO AS AULAS COM INFANTIL, MAS NÓS SOMOS CRIATIVAS E TEREMOS QUE PENSAR EM ALTERNATIVAS MAIS AMPLA NESTE CENÁRIO TÃO INOVADOR.

    Responder
  • Planejamento é fundamental!!!

    Responder
  • Zuleide Felix Nakagawa
    15/12/2020 21:27

    Sabemos que tudo pode ocorrer, tanto a aula sincrona, como a aula assincrona. Mas ambas tem suas dificuldades, mesmo tendo esses meios, não conseguimos abarcar todos os alunos.

    Responder
  • Zuleide Felix Nakagawa
    15/12/2020 21:28

    Sabemos que tudo pode ocorrer, tanto a aula sincrona, como a aula assincrona. São meios diferentes de se trabalhar, temos que planejar, sempre avaliar.

    Responder
  • Helena Regina de Santana
    16/12/2020 02:27

    Eu acredito que as duas formas podem ser aplicadas no ensino a distancia desde que haja planejamento.

    Responder
  • Elisângela
    16/12/2020 18:34

    Refletindo…
    Muitas ideias, discussões para o nosso retorno em 2021, sem dúvidas um bom planejamento será fundamental para darmos inicio nessa retomada as aulas.

    Responder
  • Tema interessante… aos poucos vamos aprendendo essa nova forma de ensinar e nos adaptando .

    Responder
  • Confesso que este ano minha escola não realizou nenhum encontro como o qual o texto trás. Ficamos nas atividades do Portal apenas.
    Declaro que tenho que aprender a usar estas ferramentas para a real aplicação do Ensino Híbrido por mim. Desafio 2021 estará em fazer uso desta nova era. Não sei nem por onde começar a buscar cursos voltados para esta capacitação.

    Responder
  • Jane Cristina Alves de Moraes Lins
    17/12/2020 21:19

    Eu faço as aulas síncronas e na minha opinião, essas aulas são as melhores. Mas infelizmente não são todos os alunos que possuem condições.

    Responder
  • Juracy Valeriano Dutra Marcial
    18/12/2020 19:58

    Nós sabemos que essa é uma realidade iminente, antes fomos pegos de surpresa com as aulas remotas, agora não!
    Temos que refletir e nos preparar para essa nova realidade.

    Responder
  • Magda Cunha
    18/12/2020 21:09

    As aulas não presenciais deverão utilizar uma, outra ou as duas modalidades apresentadas no texto. O esforço continua e dependendo da facilidade ou dificuldade de acesso dessas informações, pelas famílias, vamos seguindo, com o coração apertado e cientes que as aulas presenciais são insubstituíveis em sua qualidade e participação por todos, com as mesmas condições de igualdade e oportunidade.

    Responder
  • Adriana Rocha
    21/12/2020 11:59

    Tema muito interessante. Vamos nos adequando.

    Responder
  • karina de Souza Vitor
    22/12/2020 19:06

    Novas formas para nos adequarmos.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu