O RECOMEÇO para os professores.

Mapeamento Curricular Socioemocional

O RECOMEÇO para os professores. No nosso post da semana passada, trouxemos uma reflexão. De como a Educação será transformada pela experiência da pandemia, sob o ponto de vista dos alunos.

Hoje, vamos tentar entender como essa parada que já se estende por seis meses consecutivos certamente vai alterar a rotina e a forma de trabalhar de um dos principais atores no processo de ensino-aprendizagem: o professor.

Papel tão desvalorizado na sociedade brasileira. O professor passou a ser visto com outros olhos depois que pais e mães do Brasil inteiro tiveram de assumir a tarefa de “professores-auxiliares” durante as diferentes abordagens de educação à distância. O educador, por seu lado, também teve de aprender novas maneiras de ensinar, de se conectar aos alunos e de transmitir o seu conhecimento. Como isso tudo atua no retorno às aulas presenciais?

Confira a seguir, 6 aspectos que serão transformados após a pandemia:

Turmas menores

Enquanto o mundo não tiver vacinas seguras, qualquer retorno presencial se dará com espaçamento físico entre carteiras. O que significa turmas de alunos menores do que as habituais. É provável que isso exija mais professores para atender a todos, ou uma mudança na forma de dividir as aulas entre atendimento presencial e remoto, para garantir que alunos que tenham ficado em casa também tenham acesso ao conteúdo.

Distanciamento físico

Os abraços e beijos dos alunos, tão comum especialmente entre os menores, que voltarão tão saudosos, não terão espaço no retorno. Assim sendo o professor terá de atuar sem contato físico, utilizando equipamentos de segurança que incluem máscaras, e precisará desenvolver novas maneiras de expressar o seu afeto.

Presencial e virtual

O Brasil é um dos últimos países do mundo a permanecer com o modelo de escola em tempo parcial. O que a experiência do atendimento remoto mostrou, sem dúvida, é que talvez seja possível migrar para um modelo de tempo integral em que parte da escola, especialmente a dos conteúdos, seja redirecionada para o espaço virtual. Dessa forma deixaria tempo livre, no espaço físico, para a socialização e a construção de valores e habilidades socioemocionais, que se mostram cada vez mais imprescindíveis.

Habilidades socioemocionais

A importância das chamadas habilidades para a vida já era conhecida e estão aí a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA) para provar.

A pandemia acima de tudo evidenciou de forma brutal a importância de habilidades como lidar com os sentimentos, se relacionar com os outros, ter projeto de vida, desenvolver a colaboração, a criatividade, o pensamento crítico, a perseverança. No RECOMEÇO, o professor também vai precisar saber desenvolver esses aspectos para trabalhar com alunos impactados pela situação vivida pelo mundo. Cada vez mais, será papel da escola formar jovens que, além de conteúdo e capacidade acadêmica, também saibam enfrentar os desafios da vida e lidar com fraquezas e altos e baixos.

Formar cidadãos

Outro aspecto evidenciado pela pandemia é a necessidade de que todos entendam o seu papel no coletivo. Será função do professor, daqui para a frente, aprofundar essa noção de que todos somos responsáveis pelo coletivo. De que todos temos de colaborar na construção de uma sociedade mais justa. É o que se chama de formar cidadãos.

Uso da tecnologia

A educação sempre foi, tradicionalmente, uma das áreas em que os avanços tecnológicos deram passos mais tímidos. Isso acontecia por uma razão: o papel dela é formar as gerações futuras e, com isso, não se pode arriscar. A pandemia, porém, forçou o professor a uma imersão no mundo da tecnologia. Na volta, será o momento de ele avaliar o que é importante manter. Rever os métodos tradicionais e como eles vão operar em conjunto com as inovações e tecnologias que o professor aprendeu a dominar. Só esse aspecto pode significar uma revolução na forma de trabalhar na prática.

Não deixe de ler também: as mudanças que o pós-pandemia vai trazer para alunos, gestores e famílias.

75 Comentários. Deixe novo

  • Ana Maria Urquiza de Oliveira
    16/09/2020 10:38

    Essa leitura nos faz refletir sobre a importância de olhar para o retorno presencial como um recomeço que requer esperança, coragem, dedicação, empatia e muita afetividade. Precisamos receber nossos alunos com nossas habilidades emocionais fortalecidas, pois eles merecem o melhor de nós nesse momento difícil que estamos vivendo.

    Responder
  • Regiane Aparecida Martinez
    17/09/2020 12:39

    O professor se aprimorando a cada dia! Novos jeitos de ensinar,novas práticas! Nada será como antes!

    Responder
  • SALOAN DE LIMA BARATI
    17/09/2020 12:49

    Espero de verdade que os professores sejam mais valorizados quando o retorno acontecer e que possamos de fato ter um retorno seguro e com nossas habilidades sócio emocionais fortalecidas.

    Responder
    • Moniqui C M Ceratt
      18/09/2020 19:09

      Recomeço, palavra que visa novas aprendizagens para todos nós, humanização da humanidade, é isso que precisamos, ter um olhar de ajudar o próximo e assim sermos ajudados!

      Responder
    • Andrea Lúcia Figueiredo Oliveira
      20/09/2020 20:47

      Ótima reflexão, é preciso fortalecer as habilidades emocionais, aprender um novo meio de trabalhar e acolher nossos alunos.

      Responder
  • MEIRY PASCOALINA MACIEL
    17/09/2020 12:50

    Essa Pandemia, apesar de ter trazido inúmeros impactos negativos, nos trouxe também muito aprendizado. Estávamos tão no modo automático! Esses tempos difíceis estão sendo primordiais para repensarmos e refletirmos acerca de como a nossa relação familiar é importante. No campo profissional, apesar de os trabalhos serem remotos, nos aproximamos muito mais de nossos colegas, trabalhamos realmente em equipe. Algo que, muitas vezes, mesmo estando em um mesmo ambiente, não acontecia. Com certeza, vamos voltar melhores, tanto como seres humanos, quanto como profissionais.

    Responder
  • Cleide Aparecida da Silva Brito
    17/09/2020 13:18

    Todos teremos que reaprender a lidar com o novo,e que o que estamos passando agora possamos levar como um aprendizado para a vida pois nada mais será como antes.

    Responder
  • Fabiana de Caires Pinheiro
    17/09/2020 13:54

    Excelente reflexão

    Responder
    • Edileuza
      18/09/2020 22:25

      A interrupção das aulas devido ao momento de pandemia que estamos vivendo, trouxe muitas reflexões a respeito da importância da escola e dos profissionais de educação. Espero que realmente sejamos valorizados , tenho esperanças, mas sei que no momento atual com o desmonte da educação por parte dos nossos governantes, tal valorização está ameaçada.

      Responder
  • Helena Regina de Santana
    17/09/2020 14:14

    O retorno as escolas será bem diferente desta vez. Muita coisa mudou e devemos refletir e avaliar tudo isso. O que ficará e o que devemos melhorar? Num país onde o contato físico faz parte da nossa cultura como faremos?

    Responder
    • Muita reflexão baseado em tudo q estamos vivendo e aprendendo

      Responder
    • wanderlaine Fernandes da Silva Dias
      18/09/2020 14:21

      Realmente está pandemia levou o ser humana a refletir e pensar em realmente o que se deve priorizar, hoje damos valor a um simples abraço que era de graça e muitas vezes se passava em branco, a valorização da família do contato físico, porém nosso retorno não será mais como antes , até ter uma vacina nada é seguro.Por outro lado sejo que para algumas pessoas não fez diferença continuam aquelas pessoas sem empatia para com o outro.

      Responder
  • Ariana Barbares
    17/09/2020 15:04

    Teremos que nos adaptar ao novo, muitas mudanças irão acontecer, precisamos estar psicologicamente bem para nos das com o retorno de crianças modificadas pelo sistema de ensino atual.

    Responder
  • Tudo o que todos nós estamos vivendo durante esta pandemia resulta no maior aprendizado que podemos ter neste ano de 2020. Muitos estão preocupados com os “conteúdos perdidos” este ano (o que embasa a pressão para a precoce e perigosa abertura das escolas), esquecendo-se que as perdas (de entes queridos, dos empregos) e privações do período de distanciamento já resultam em oportunidade única de aprendizagem. Alunos e professores já são sujeitos transformados por tudo isso.

    Responder
  • Marcela Barbosa Ribeiro
    17/09/2020 15:26

    Tenho minhas duvidas a respeito do reconhecimento da importância do professor na sociedade brasileira, a todo instante vemos nos jornais que o retorno às aulas está pautado na necessidade dos pais terem um lugar para deixar as crianças. Vivemos, ainda, em um modelo de educação tradicional, que exalta o acúmulo de conteúdos, como o próprio vestibular reforça. As mudanças na educação brasileira são urgentes, para acompanhar o mundo atual, hoje percebemos a importância da escola na construção de um indivíduo com habilidades que o façam interagir na sociedade de maneira global, portanto, é preciso rever muita coisa. Mas neste momento é preciso pensar em um retorno seguro para todos.

    Responder
  • Maria Eleni Teles Silva
    17/09/2020 16:14

    Ótima reflexão sobre o atual momento.

    Responder
  • Ruth Adami
    17/09/2020 16:36

    Uma nova realidade para todos nós .

    Responder
  • Lucimara Cristina Henriques Vilchez
    17/09/2020 18:47

    O retorno será tão desafiador quanto está sendo este momento de distanciamento e ensino remoto. Mais que nunca o professor precisará ser inovador, corajoso e audacioso.

    Responder
  • Marlene Terzi de Moura
    17/09/2020 19:03

    Durante a pandemia, tivemos que nos reinventar, assim como também com certeza, em nosso retorno. Reinventar sim, em atitudes, valores, aprendizagem de novos modelos, e na medida do possível, lidarmos com o nosso emocional. sentimentos e principalmente a empatia, o respeito ao outro, etc

    Responder
  • Liese Pereira Santos Souza
    17/09/2020 19:43

    É complicado falar nesse recomeço, mas teremos que voltar do início. Como? Primeiro, mostrando afeto, companheirismo e bom senso, que foi brutalmente retirado nessa pandemia, e segundo mostrando que nós professores temos o dom de acolhimento em frente a qualquer mudança. Assim como os profissionais de saúde que deram um show nessa pandemia, nós profissionais da educação, fizemos e ainda estamos fazendo a diferença em muitos lares. Experiência OK, dedicação OK, reconhecimento NÃO SEI!!!!!!

    Responder
  • ROSE CRISTINA OLIVEIRA
    17/09/2020 21:17

    Haverá muitas angústias, dúvidas, frustrações…mas juntos conseguiremos nos adaptar.

    Responder
  • DORACI ALVES DE SOUZA
    17/09/2020 21:24

    O retorno às aulas realmente será diferente, mudamos o modo de passar conhecimentos, mas para mim o fundamental na volta às aulas, será a maneira como iremos receber nossas crianças, com muito carinho, afetividade, empatia, inclusive com suas famílias, pois não sabemos como foi esse período pandêmico que passaram. A educação passou por inovações.

    Responder
  • Sonia Maria Martins Pozzi
    17/09/2020 21:57

    Teremos de estar bem conosco primeiro, para assim recebermos nossos alunos.

    Responder
  • Sonia Maria Martins Pozzi
    17/09/2020 21:57

    Teremos de estar bem conosco primeiro, para assim recebermos nossos alunos.

    Responder
  • Vera Lucia Cardoso da Silva
    17/09/2020 22:00

    É importante que se tenha em mente que será um novo recomeço, um retorno que requer muita dedicação, empatia e afetividade.

    Responder
  • Maria Alessandra
    17/09/2020 23:30

    O impacto da pandemia ocasionou aceleração nos meios digitais aos professores e alunos. Só é preciso pensar em ferramentas que garantam uso das tecnologias no ambiente escolar.

    Responder
  • Bárbara Ferreira
    17/09/2020 23:45

    Excelente reflexão

    Responder
  • ERIKA IZABEL TIAGO DE VASCONCELOS
    18/09/2020 10:49

    Esse recomeço é necessário, porém num país como nosso em que a educação pública já sofre com tantas carências, como recomeçar com todas essas dificuldades? Em nosso país temos crianças que necessitam estar na escola, pois esse é o único lugar de referência saudável que elas possuem.

    Responder
  • O retorno com certeza não será o mesmo. E que impacto isso pode ou vai causar. Crianças são seres afetivos e de toques, logo, esse não contato pode significar muito para ela.

    Responder
  • Vamos agregar essas novas tecnologias e ferramentas para desenvolver mais ainda o potencial de nossas crianças.

    Responder
  • Vamos nos reinventar e dá a volta por cima,usar essas novas tecnologias e ferramentas para desenvolver mais ainda o potencial de nossas crianças.

    Responder
  • Elaine Cristina Militão
    18/09/2020 11:29

    de fato a diferença agora, é que a mudança impactou a todos, mas nós professores sempre estamos nos adaptando a mudanças e nos reinventando.

    Responder
  • Com tudo isso cabe a nós reinventar e dá a volta por cima, professor já é resiliente por natureza.

    Responder
  • Somos resilientes

    Responder
  • Lucineide
    18/09/2020 12:02

    Segurança em primeiro lugar. Não consigo imaginar nenhum protocolo de segurança com crianças de 0 a 5 anos complicado. Crianças são seres afetivos e de toque,logo, esse não contato pode significar muito pra ela.Uma nova realidade para todos nós.

    Responder
  • Rosangela Ap. de M. S. Domingos
    18/09/2020 12:22

    A reinvenção dos tempos e espaços de aprendizagem pós pandemia, precisam acontecer desde já, pessoas preparadas psicologicamente, podem fazer uma aprendizagem diferente, não é fácil; mas é possível!

    Responder
  • Thais de Souza Santos
    18/09/2020 13:09

    Novas medidas deverão ser adotadas nesse novo recomeço, com muita calma, fé e esperança.

    Responder
  • Mônica alves
    18/09/2020 13:49

    A volta as aulas será um momento desafiador com novas práticas, poriso a importância de nós professores nos prepararmos da melhor maneira possível. Novos tempos e como sempre a reciclagem profissional será muito importante.

    Responder
  • Vera Lúcia Romanich
    18/09/2020 14:07

    Todos nós estamos tendo que nos reinventar, porém esbarramos em obstáculos que estao fora do nosso controle, que são os espaços físicos das escola, salas mal ventiladas e ao mesmo tempo super lotadas. Temos que mudar isso e pra isso os governantes tem que entrar em ação urgentemente.

    Responder
  • Texto muito interessante, porém, devido a experiência em escola pública, duvido que passemos mais que dois meses com sala reduzida, mesmo sem vacina. Isso digo devido nossa experiência. Quem tem aluno autista por exemplo, mesmo com estagiário deveria ter sala reduzida, devido muitos deles serem sensíveis a muito barulho e isso não acontece, mesmo sem a presença do estagiário.
    Outra coisa…a falta do uso de tecnologia não é hesitação do professor e sim falta dela nas escolas. Muitas escolas públicas não têm computadores e internet. Quando têm, em sua maioria, não funcionam todos, impossibilitando usar com toda turma.

    Responder
  • Sem o contato físico, as palavras de afeto serão muito importantes para os alunos.

    Responder
  • Claudia Lumberg
    18/09/2020 15:35

    No retorno presencial, teremos que reaprender,tanto no comportamento(expressando carinho de outras formas)quanto na ministração das aulas.Será outro desafio.

    Responder
  • Lizete Baldi
    18/09/2020 16:15

    Esse texto nós faz refletir que houve algum ganho por menor que seja, passamos a ser mais valorizados e, nós passamos a nós reinventar. É certo que haverá uma desaceleração nas expectativas de todos, o que também é bom, até para enfrentar os grandes desafios que virão.

    Responder
  • Regimara de Souza
    18/09/2020 16:41

    SEM DÚVIDA, ESSA PANDEMIA TIROU OS PROFESSORES, PAIS E ALUNOS DA ZONA DE CONFORTO. MUIROS PAPÉIS FORAM TROCADOS OU ADICIONADOS AOS QUE JÁ TINHAMOS. COM CERTEZA, 2020 NÃO SERÁ VISTO COMO UM ANO PERDIDO, MAS UM ANO QUE APRENDEMOS MUITO.

    Responder
  • Damásio R.
    18/09/2020 17:34

    realmente com as especificidades da Pandemia forçou o mundo a diversas mudanças, não somente na higiene, mas nos habitos tão brasileiros como o contato e proximidade fisica. em contra partida, vimos e continuamos a ver no nosso caso de profissionais da educação, uma dedicação e uma gama de aprendizagens, experiencias, e troca de experiencias, propostas pedagógicas e didáticas que nos fazem rever a propria prática. Temos aprendido muito nestes ultimos 6 meses, e compartilhar as experiencias tem sido uma grande aquisição.

    Responder
  • Conceição de Maria Rodrigues Lopes
    18/09/2020 17:51

    Que todas essas reflexões permitam a valorização do professor e grandes mudanças no sistema educacional do nosso país.

    Responder
  • Elizabete Avelino
    18/09/2020 17:56

    Será um retorno diferente dessa vez. Muita coisa aconteceu ,devemos refletir sobre tudo que vivemos nestes últimos meses.

    Responder
  • Patrícia Teles
    18/09/2020 18:12

    Caso realmente ocorra o retorno das aulas será um novo momento com expectativas diferente com foco em novas condutas, ter uma cultura de carinho, de contato mas lembrando do distanciamento social uma higienização controlada e supervisiobada até conseguir de fato que seja algo natural do dia a dia.

    Responder
  • Alessandra Rainha
    18/09/2020 20:14

    A Educação passará por muitas mudanças, a tecnologia será muito necessária como forma de melhorar o processo de ensino e aprendizagem.

    Responder
  • Claudia M. Ferreira
    18/09/2020 21:28

    O texto em questão trás uma reflexão muito boa a respeito da valorização do professor na sociedade brasileira, porém, acredito que esta valorização ainda esteja longe de ser alcançada, uma vez que, a maior preocupação das autoridades é com quem os pais irão deixar os filhos para que possam trabalhar e, não com o aprendizado em si.
    Um outro ponto que cabe aqui ressaltar é o fato de que todos estão preocupados em como acolher o aluno, mas quem irá fazer o acolhimento do professor? Quem vai fazer esse momento de ver como se encontra esse profissional no âmbito sócioemocional?
    O ano de 2020 não foi um ano perdido, muito pelo contrário, foi um ano de muito aprendizado, no qual pudemos ver que, a empatia salva vidas, os laços familiares , bem como, os relacionamentos no âmbito escolar também foram fortalecidos.
    O professor aprendeu na “raça” como manejar a linguagem digital, até então desconhecida por ele em sua grande maioria e, conseguiu desenvolver o seu trabalho.
    Enfim, 2020 foi um ano desafiador não somente na área da saúde, bem como, na educação, relações familiares, desenvolvimento de ensino remoto, ou seja, um ano que será lembrado como um “divisor de águas” para toda a humanidade.

    Responder
  • Tamires de Assis Lima Martins
    18/09/2020 22:12

    Passamos por tantas mudanças que nunca mais seremos os mesmos. Pensar em educação é pensar no reinventar-se. Aprendemos tanto, tecnologias, ferramentas, e materiais pedagógicos diversos. Assistimos lives, participamos e construímos. A pandemia nos ensinou que somos seres capazes de aprender o novo, basta não ter medo.

    Responder
  • reinventar é a palavra

    Responder
  • Maria da Aparecida Oliveira Cordeiro
    19/09/2020 01:07

    Vamos aguardar este novo recomeço!

    Responder
  • Rosemaire
    19/09/2020 14:49

    Tempos difíceis, porém de reflexão em todos os aspectos do que diz respeito a vida, as relações, temos consciência de que retornaremos algum momento, de preferência de forma segura, pois acredito que tanto os professores, quanto alunos estão desejando esse momento e que possamos estar fortalecidos emocionalmente, psicologicamente, para ajudarmos nossos alunos e equipe de trabalho.

    Responder
  • Marjorie
    19/09/2020 15:07

    A educação como diversas outras coisas está em constante mudanças. Com certeza, após uma pandemia será um novo recomeço , olhar diferenciado, novos desafios. E disso tudo muito aprendizado tanto nos aspectos positivos, quanto negativos!

    Responder
  • Fernanda M. Brandão Sizilio
    19/09/2020 15:34

    Tantas adaptações serão necessárias !!! Que possamos superar cada obstáculo!!!

    Responder
  • Lucineia
    20/09/2020 18:53

    Infelizmente tivemos que ter algo assustador para que o professor fosse valorizado.
    Acredito que já mudamos muito nosso modo de pensar e agir diante dos novos tempos.
    Mesmo após a pandemia, a sala com pouco alunos garantirá um melhor ensino e o aluno certamente aprenderá melhor do que o antigo cenário com salas super lotadas e com pouco infraestrutura.
    Já em alguns lugares temos o ensino hibrido.
    Aprender a lidar com os sentimentos se tornou um tema muito relevante e que ,com certeza, ajudará futuramente tornar os alunos em cidadãos que saibam diferenciar e lidar com as emoções.

    Responder
  • Anna Siciliano
    20/09/2020 20:06

    Texto ótimo para uma boa reflexão.

    Responder
  • Um tempo atrás, Homeschooling no Brasil, era visto com muito preconceito, pelos colegas pedagogos e teóricos da Educação, devido principalmente à questão de como ficaria a interação entre as crianças. Acredito que esse preconceito caiu por terra com essa Pandemia e um novo olhar está em construção.

    Responder
  • Angélica almeida
    21/09/2020 01:06

    Teremos um retorno com muitos desfeitos e expectativas, com uma nova realidade.

    Responder
  • Realmente vamos ter que nos adaptar ao novo recomeço…

    Responder
  • Cicelia Costa
    21/09/2020 13:55

    Precisamos refletir muito sobre esse retorno, meu Deus quanto desafio, espero estar apta pra esse novo modelo!!!

    Responder
  • Fernanda Azevedo da Silveira
    21/09/2020 15:53

    Leitura importante!! Nos leva a refletir a nossa ação no coletivo, nosso papel na sociedade e o quanto devemos agir pensando no proximo e no bem comum…

    Responder
  • Sandra Aparecida Oliveira de Paula
    21/09/2020 19:03

    Experiências boas ou ruins sempre nos trazem aprendizado. A Pandemia tem sido difícil para todos , mas é fato que também trouxe a possibilidade de muita reflexão e a chance de repensar nossas práticas, nossa rotina , descobrir novos jeitos de fazer .
    E assim será nosso recomeço na escola , nos adaptando a realidade atual e nós reinventando a cada desafio.

    Responder
  • É preciso refletir e muito para o recomeço, todos os envolvidos estarão preocupados as novas adaptações será necessário cautela nas tomadas de decisões para que todos sejam contemplados.

    Responder
  • ROSEMEIRE DE SOUZA MOREIRA SANTOS
    21/09/2020 21:04

    Ótima reflexão! Vamos esperar o novo recomeço

    Responder
  • Carolini
    22/09/2020 00:46

    Para além do conteúdo, as habilidades socioemocionais serão imprescindíveis neste recomeço.

    Responder
  • Bruna Carolina de Oliveira
    22/09/2020 16:25

    Realmente será um recomeço, pois, com o retorno será necessário avaliar quais recursos tecnológicos ainda serão utilizados para garantir o sucesso do processo educacional. Mas fico aqui pensando: a Educação Infantil tem como maior objetivo a socialização dos nossos pequenos e, estes, são os que têm menor possibilidade de volta às aulas.

    Responder
  • Cristina Domingos Mendonça
    22/09/2020 17:45

    Retornar é um recomeço

    Responder
  • Luciana Ulba
    22/09/2020 18:38

    Sabemos que nosso retorno está se aproximando, agora o foco é a organização, responsabilidade e respeito para um retorno seguro.

    Responder
  • ROSEMEIRE DE OLIVEIRA SOUZA
    22/09/2020 18:52

    Apesar das dificuldades iniciais.percebemos uma saida,uma luz no fim do túnel,que foi aos poucos clareando,é que tem nos ajudado a lidar com esse momento adverso que se instaurou. As novas tecnologias vieram dar voz ao professor e acrescentar no processo de aprendizagem.

    Responder
  • Telma Ferreira Sinezio
    22/09/2020 22:46

    Pensar no retorno requer compromisso, inovação e empatia.

    Responder
  • Marcia Morales Catalano Simões
    23/09/2020 18:42

    Fica claro o importante papel que o professor desempenha na formação do cidadão. O aprendizado das tecnologias atrelado ao trabalho já realizado pelo professor desempenhará um papel importantíssimo nesse retorno.

    Responder
  • Elisabete
    23/09/2020 20:47

    Recomeçar com esperança, paciência, responsabilidade e muitos cuidados. Todos nós ( professores, alunos, funcionários, gestores,etc) de alguma forma fomos afetados emocionalmente. Novos tempos, novos comportamentos, tolerância e sabedoria. São muitos desafios.

    Responder
  • Fernanda
    24/09/2020 12:52

    Para recomeçar será necessário mudanças…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu