Inteligências Múltiplas apontam para uma educação mais personalizada

Gestão Escolar

De maneira geral a inteligência sempre foi entendida como uma característica essencialmente humana. Já hoje sabemos que existem teorias apontando para indícios de inteligência animal. Ainda assim, não restam dúvidas de que a espécie Homo Sapiens se sobressai a todas as outras nesse sentido.

Mas o que é exatamente Inteligência e de que forma ela se estrutura ou mesmo evolui? Diretamente ligada à uma capacidade de processamento cerebral, a inteligência costuma ser lida como a faculdade de entender e pensar em diferentes níveis. E esses níveis definiriam o que seria uma pessoa mais ou menos inteligente.

Estudiosos desenvolveram até mesmo uma maneira de medi-la através de testes como o famoso teste de QI (quoeficiente de inteligência). Porém, com o tempo surgiram novas abordagens e o que muitos entendem como Inteligência, na verdade diz respeito apenas à cognição. Ou seja, a capacidade mental ou cerebral de interpretar informações e responder à elas. É a inteligência cognitiva medida em testes como o QI e que representa o intelecto.

Hoje sabemos que ela não é a única. Especialmente a partir da década de 90, após o lançamento do livro “Inteligência Emocional” de Daniel Goleman. O autor foi responsável por popularizar o termo que entra cada vez mais em debate no setor educacional.

Segundo ele e diversos outros estudiosos que surgiram tanto antes quanto depois de seu livro, a Inteligência emocional, apesar de muito relevante, tem sido amplamente desconsiderada.

Um outro fator desconsiderado e apontado até mesmo um pouco antes do campo emocional, durante a década de 80, é a possibilidade de que a Inteligência não seria homogênea e aplicável a qualquer área. Essa é a base da teoria das Inteligências Múltiplas , de Howard Gardner.

Segundo ele, existem 8 tipos de Inteligência diferentes. Saiba quais!

1. Linguística

É Inteligência representada pela arte de comunicar-se bem em suas diferentes esferas: como falar, ouvir, ler e escrever. Destaca-se nas pessoas que conseguem não apenas expressar-se com facilidade por meio das palavras, mas também compreender o que os outros estão transmitindo.

Na escola, geralmente se apresenta em alunos que possuem afinidade com matérias como Português e Literatura. Ou mesmo, possuem eloquência durante as apresentações para a classe.

Na sociedade é um ponto muito forte em escritores, jornalistas, profissionais de direito e políticos. Isso porque quem domina a comunicação, também tem forte potencial a convencer e persuadir, habilidades valorizadas nessas áreas.

 

 2. Lógico-Matemática

Capacidade de análise e resolução de problemas envolvendo dados, informações e números. Conseguem organizar e criar estruturas sistêmicas que os ajudam a chegar a conclusões.

Nem precisamos dizer que matemática, física ou informática sejam matérias de destaque para esse grupo.

Muito comum nos alunos que se destacam em contas, questões lógicas e estratégicas. Em uma escala maior, também é típica de grandes cientistas e inventores como Albert Einstein e também em empreendedores como Mark Zuckerberg.

 

3. Musical

Como é de se esperar, essa inteligência revela o discernimento mais avançado nas relações com o som. Sendo assim, quem a possui é alguém capaz de captar e diferenciar nuances musicais como tom, ritmo e timbre por exemplo.

Da mesma maneira, consegue expressar-se de maneira harmônica nesse sentido, seja cantando, tocando um instrumento ou compondo.

 

4. Espacial

Pessoas que reconhecem e se orientam pelo espaço ao redor de maneira mais rápida e clara. Seja se localizando através de um mapa ou mesmo estacionando um carro. Quem tem esse tipo de inteligência lida bem com distâncias e proporções.

Da mesma forma, também costumam se relacionar bem com elementos visuais como formas e cores e não raro são designers ou arquitetos.

 

5. Corporal-Cinestésica

Capacidade de usar o próprio corpo e movimentar-se com objetivos determinados e fluidez, assim como os esportistas. São capazes inclusive de expressar emoções e sentimentos por meio do corpo, o que é o caso de artistas das artes cênicas.

Os alunos que adoram e se saem bem em Educação Física são típicos desse perfil.

 

6. Naturalista

Relacionada ao respeito e ligação com a natureza. Foco de quem está sempre pensando na preservação ambiental e se direciona pelo ecologicamente correto.

Representa também a habilidade de entender a biodiversidade e outros elementos ambientais. Por isso podem gostar de identificar e entender questões como as climáticas e geográficas.

Na escola, são os alunos que se destacam em biologia e geografia.

 

7. Interpessoal

O relacionamento com os outros é o foco dessa Inteligência, presente em quem é capaz de conectar-se facilmente com as pessoas. Assim, sabem se direcionar a elas e se expressar com eficiência. Da mesma forma, sabem ouvi-las e sentir empatia.

São aqueles que não só reconhecem mas sabem como agir diante das emoções e sentimentos alheios. Podem desenvolve-la em menor ou maior escala. Em maior escala talvez desejem trabalhar em serviços voluntários comunitários.

Na escola, será percebida na maneira como os alunos relacionam com os colegas e professores. Ainda assim, a inteligência Interpessoal sempre pode e deve ser estimulada por professores, pois é importante em todos os momentos da vida, dentro e fora da escola.

 

 8. Intrapessoal

É o oposto da interpessoal, pois representa uma intensa conexão consigo mesmo. Induz à autorreflexão constante pois é desenvolvida em quem está sempre em busca do autoconhecimento.

O que revela que essas pessoas não se incomodam em passar um tempo sozinhas e se identificam com atividades como a meditação.

Apesar de mais difícil de se perceber para quem está de fora, se torna nítida entre aqueles que sabem reconhecer suas qualidades e defeitos e até mesmo as expõem se necessário. Acima de tudo, o autoconhecimento obtido tende a promover transformação pessoal de maneira mais rápida. Também é um ponto muito importante que pode ser estimulado nas escolas!

 

As Inteligências Múltiplas e a aprendizagem

As Múltiplas Inteligências ajudam os educadores a entender o quanto cada ser humano é único e dessa forma reconhecer potenciais e desafios coerentes à realidade de cada um.

Vale lembrar que quando dividimos a Inteligência em dois grandes grupos: (cognitiva e emocional), essas Inteligências Múltiplas estão presentes entre elas. Diante das habilidades interpessoais e intrapessoais, por exemplo, estamos lidando mais fortemente com o campo da Inteligência Emocional.

Ainda assim, não significa que todas as outras são puramente cognitivas. Isso porque a Inteligência Emocional permeia todas as áreas.

Quando falamos de uma pessoa que tem tendência naturalista por exemplo, é nítida a habilidade da empatia. Afinal, pensar no planeta para além de suas questões pessoais, é pensar no todo. E a empatia é uma habilidade socioemocional.

É claro que a todo momento, a Inteligência Emocional, ainda que não seja o fator dominante de todas essas categorias estruturadas por Gardner, é capaz de potencializar ou diminuir seus efeitos.

Uma pessoa que possua inteligência linguística mas não tanta inteligência interpessoal, pode bloquear a sua capacidade de  comunicação diante dos outros. Assim como um aluno que escreve excelentes textos mas diante de uma apresentação para a sala se sente nervoso e trava.

Também há de se considerar que uma pessoa não possui apenas um tipo de Inteligência e sim uma mistura de todas em diferentes níveis. Só é importante reconhecer quais são aquelas que se destacam ou se distanciam de cada aluno.

Sendo assim, os educadores precisam estar atentos não apenas para identificá-las, mas também desenvolvê-las. Assim, são respeitadas certas limitações, enquanto outros potenciais poderão ser explorados mais a fundo.

E vocês educadores, já estão dispostos a desenvolver esse olhar e ensinar de maneira mais adequada considerando a individualidade de seus alunos?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu