Use o coronavírus para fortalecer o sentido de comunidade em sua escola

Gestão EscolarGestão Escolar

Quando bem gerenciados, momentos de crise como o que as escolas vivem em função da epidemia de coronavírus podem estreitar a união.

Secretarias estaduais em vários estados brasileiros já determinaram o fechamento das escolas públicas e recomendaram que as privadas façam o mesmo. Embora não seja medida impositiva aos colégios particulares, o fechamento está sendo adotado pela imensa maioria dos estabelecimentos. Afinal, ninguém quer correr o risco de ser responsabilizado pela contaminação de uma criança, certo?

O cenário, numa primeira análise, é de conflito, com famílias insatisfeitas pela alteração de rotina. Mas, se a direção e o corpo pedagógico souberem usar habilidades socioemocionais de maneira eficiente, podem transformar o quadro numa bela oportunidade para fortalecer o sentimento de comunidade na escola.

Veja algumas habilidades socioemocionais que podem ajudar docentes e familiares a saírem mais unidos dessa crise.

Empatia

O momento é de grande estresse para todos. Do lado das escolas, ter de lidar com uma alteração imensa que afetará o planejamento do ano todo; pelo lado das famílias, uma quebra de rotinas que exigirá enorme flexibilidade dos pais para reprogramar agendas. O importante, neste caso, é que a escola acolha as famílias tentando não apenas compreender a situação, mas sentindo a dor que os afeta. Ao se sentirem acolhidos, pais e mães também terão uma tendência a entender que a crise afeta e desorganiza também a vida de professores e a escola como instituição. Ao fortalecer esse sentimento de compreensão mútua, todos passam a se entender melhor e as tensões diminuem.

Colaboração

Estimule o corpo pedagógico a trabalhar em conjunto com as famílias para não deixar que o ritmo escolar seja quebrado por completo. O avanço das tecnologias permite o envio e a correção de tarefas por meios virtuais, e mesmo momentos de encontros por videoconferência. Se você tiver esses recursos à disposição, tente montar com os professores uma grade semanal para que eles possam manter alguns projetos de longo prazo em andamento, passando materiais e orientações por meios virtuais. As famílias entenderão o esforço feito pela escola para colaborar com a reorganização da rotina familiar nesse momento de crise e a conexão com a instituição aumenta.

Comunicação franca

Num momento como esse, é fundamental manter os canais de comunicação abertos e vibrantes. Informe todos os desdobramentos das medidas oficiais de contenção ao coronavírus com boletins frequentes, atualizando sobre o posicionamento da escola em relação aos fatos. Mostre que há abertura da escola para manter todos informados sobre todos os aspectos da questão e aproveite para reforçar os cuidados básicos para evitar a contaminação, os sintomas mais comuns da Covid-19 e o que fazer em caso de dúvida sobre contaminação.

Lidere a crise

Em momentos como esse, o que as famílias mais precisam é de alguém que as guie. Faça com que a escola assuma esse papel dando orientações sobre o melhor caminho a seguir para se manter a salvo do coronavírus. Use essa liderança, também, para combater as fake news que, invariavelmente, surgirão nos grupos de pais no WhatsApp, dando conta de possíveis contaminações entre os integrantes da comunidade escolar. Sempre que um boato assim surgir, apure os fatos e esclareça a verdade sobre eles. (Para saber mais sobre como lidar com as fake news, consulte este outro post do Educador 360).

6 Comentários. Deixe novo

  • Neste momento é muito importante a parceria com as famílias, para que os alunos não sejam prejudicados na aprendizagem. Sabemos que nem todos tem facilidade de acesso a internet, porém não temos outra escolha diante da situação que estamos vivenciando.
    É importante ficarmos atentos com as noticias que circulam o nosso meio, pois muitas delas causam pânico ainda maior na população. Nós como escola, devemos sim, auxiliar nos esclarecimentos de informações duvidosas, sempre que possível.

    Responder
  • Socorro Maria da silva Ramos
    27/03/2020 21:51

    Neste momento de crise temos que estamos todos solidários com a comunidade , alunos e familiares. Fazendo tudo que estiver ao nosso alcance para ajudar à todos.

    Responder
  • Patrícia
    30/03/2020 16:38

    Não só neste momento,mas durante todo o a o letivo,a parceria com as famílias é imprescindível.

    Responder
  • Maria Elizabeth da Conceição
    30/03/2020 22:03

    Muito importante a continuidade dos estudos compartilhados com a família, neste momento de isolamento necessário e cidadão.

    Responder
  • Flávia Regina Diogo de Paula
    03/04/2020 15:32

    Empatia é sempre o melhor caminho a se seguir. Por intermédio da empatia buscamos e vamos construindo uma sociedade mais igualitária… se houvesse empatia sempre, nas famílias, nas escolas, nas comunidades, nos governos, entre as nações, entre os seres humanos…

    Responder
  • Newton Prado
    10/04/2020 14:19

    Realmente a participação da família é fundamental nesse momento.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu