Quando problemas podem ser a solução para melhorar a aprendizagem!

Gestão Pedagógica

O trabalho por resolução de problemas vem se firmando, cada vez mais, como uma prática pedagógica altamente eficiente para gerar aprendizagem significativa. Para que seja bem sucedida, porém, essa interação precisa colocar o aluno como foco central do processo. Você, professor, assume o papel de conduzi-lo, com o objetivo de torná-lo capaz de construir o próprio conhecimento a partir da solução dos problemas.

É uma mudança e tanto na sua forma de trabalhar. Exige que você mude o paradigma de ensino-aprendizagem, abandonando o clássico modelo transmissor, aquele que estimula a cópia e a reprodução de tarefas como forma de transmissão do conteúdo. Interatividade e participação do aluno são palavras-chaves no trabalho por resolução de problemas.

Como fazer isso utilizando a resolução de problemas ?

Para adotá-lo, você deve antes de mais nada fazer uma análise da situação de aprendizagem que será abordada. Algumas perguntas que podem orientá-lo nesse caminho são:

  1. Que problemas os alunos precisam resolver?
    1. O que eles precisam saber para compreender a dificuldade?
    1. O que precisam saber para resolver a questão?
    1. Que tipo de controle os alunos têm sobre suas ações?

A partir daí, você deve traçar sua estratégia de trabalho. Aos alunos, você fará uma descrição clara do problema. Em seguida, deve estabelecer as metas esperadas para chegar à solução, estipular um prazo e administrar o tempo para garantir que o trabalho avance, e identificar a importância de cada tarefa que será distribuída aos alunos em relação aos objetivos do estudo.

É importante lembrar-se sempre que, tão fundamental quanto chegar à resolução do problema, é entender a finalidade e a utilidade dessa solução e quais os objetivos de aprendizagem. Ou seja, o processo traçado pelo aluno é tão importante quanto a solução encontrada.

Como resultado dessa abordagem – além da aprendizagem do conteúdo pelos alunos, que é o objetivo principal de todo professor –, você formará estudantes com alma de pesquisadores, capazes de pensar e julgar por si mesmos, desenvolvendo o pensamento crítico, a autonomia e a criatividade.

E então?

Animou-se com a possibilidade de trabalhar com resolução de problemas? Então veja uma tabela com as etapas detalhadas desse tipo de abordagem. E lembre-se sempre de apoiar esse trabalho com o uso de métodos metacognitivos do Programa MenteInovadora.

Afinal, a resolução de problemas é uma das habilidades socioemocionais trabalhadas por meio da utilização dos jogos. Confira os métodos metacongnitivos do MenteInovadora mais significativos para esse trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu