Professor de Escola Estadual inova com práticas pedagógicas através do Programa MenteInovadora

Gestão EscolarGestão Pedagógica

Todos sabemos dos desafios de um professor de escola estadual, especialmente diante da realidade da área pública. No Brasil, cada região, estado e prefeitura possui ainda seus pontos sensíveis específicos.

O contexto de grandes cidades como São Paulo, por exemplo, não é o mesmo de cidades do interior do Nordeste. De acordo com uma pesquisa realizada pelo IBGE em 2016, o Nordeste apresentou a maior taxa de analfabetismo do país (14,8%). O índice é quase quatro vezes maior do que as taxas estimadas para o Sudeste (3,8%) e o Sul (3,6%).

Portanto, foi pensando nesses desafios que a Mind Lab teve a iniciativa de promover o I Evento Reginal de Práticas Exitosas – Região Nordeste, em Janeiro de 2018. O intuito do evento foi o de reconhecer os professores inovadores através do Programa MenteInovadora na área pública da região.

O principal fator considerado foi o empenho e criatividade para inovar no ensino, mesmo diante desses grandes desafios. Ao todo, existem 2 mil professores capacitados, 327 escolas atendidas e 58 mil alunos beneficiados pelo Programa apenas no Nordeste.

Dando visibilidade aos professores inovadores

Foram selecionados professores de 3 capitais e dois estados diferentes após análise dos 73 trabalhos inscritos. Assim, os finalistas foram os professores Jacira Maria da Silva, da rede municipal de Maceió, Valneide Dantas e Vilalba Lucena, da rede estadual da Paraíba, Jonathan Ferreira, da rede estadual do Rio Grande do Norte, Danielle Clívia, da rede municipal do Recife, e Mirela Monteiro e Milena Fabrini, da rede municipal do Natal.

Esses 5 professores que viajaram para a sede da Mind Lab em São Paulo. Durante o evento, tiveram a oportunidade de apresentar seus trabalhos para a equipe e convidados. O prêmio final incluía a participação na X Olimpíada Internacional de Jogos de Raciocínio Mind Lab a ser disputada na Turquia.

Entre os convidados estavam Mozart Neves Ramos, diretor de Inovação e Articulação do Instituto Ayrton Senna, Marina de Cuffa, pesquisadora do Insper e Justina Iva de Araújo Silva, secretária municipal de Educação do Município do Natal. Foram responsáveis por abrir o evento com o debate sobre os desafios da Educação na Rede Pública.

Logo em seguida, os professores apresentaram seus cases de projetos com os alunos.  Além dos finalistas, a professora Milena Fabrini, também foi convidada a participar. O motivo foi a relevância do seu projeto “Táticas e estratégias para enfrentar os desafios da Sexualidade na Adolescência”.

Diante de toda a vulnerabilidade social vivenciada na escola, com altas taxas de gravidez na adolescência, o tema foi extremamente pertinente. Assim, Milena teve a oportunidade de trabalhar consciência e prevenção e despertou a atenção dos alunos. Inclusive, na turma encontravam-se algumas alunas grávidas.

Ou seja, foram momentos de muita comoção ao presenciar as histórias desses professores e alunos que tiveram suas vidas transformadas com o desenvolvimento de habilidades socioemocionais promovidas pelo contato com a metodologia em sala de aula.

Pelas palavras da secretária da Educação do município de Natal, Justina de Araújo: “Ao valorizar o professor, o Práticas Exitosas nos ajuda no nosso desafio número 1: mostrar ao professor que ele só tem a ganhar quando abraça o Programa.”

Professor de Matemática Jonathan Ferreira (RN), vencedor do Práticas Exitosas

 

Professores ganhadores da etapa regional – Nordeste e, dentre eles, Professor Jonathan, ganhador da I Edição do Práticas Exitosas.

Temos certeza de que cada um desses docentes já venceu em muitos aspectos apenas pelo seu engajamento e seus resultados no cotidiano. Porém, em meio a tantas histórias inspiradoras, foi preciso escolher um único vencedor. O escolhido foi o professor de Matemática Jonathan Ferreira do Rio Grande do Norte, da Escola Estadual Professor Luís Soares.

A partir do Jogo de Raciocínio Moonwalk ele desenvolveu o trabalho: “Plano Cartesiano e Moonwalk”.
Assim, a atividade realizada com alunos do 8º ano, ajudou jovens a entenderem os conceitos de tática e estratégia. Além disso, aprenderam onde investir recursos dentro do contexto do plano cartesiano, um componente curricular de Matemática.

Para muito além do jogo e dos aprendizados colocados em prática, o professor Jonathan também reforçou o trabalho em equipe. Vale lembrar que matemática é uma das matérias que os alunos em geral, mais apresentam dificuldades.

A proposta também trouxe habilidades que o jogo Moonwalk pode desenvolver nas transcendências dos alunos por meio de métodos pedagógicos. Os métodos usados foram o do Semáforo, Árvore do Pensamento e Detetive.

Sem dúvidas foi um momento muito especial para o Professor Jonathan e para a Mind Lab.  Nesse encontro foi comprovado o impacto da metodologia para promover um ensino mais inovador.

Afinal, são as histórias de cada um, que trazem o verdadeiro sentido da metodologia. O brilho está nos detalhes da motivação e das mudanças efetivas em sala de aula e na vida real.

Ou seja, um impulso para um trabalho que não pode ser feito por um único agente. Ainda assim, é importante lembrar a participação das escolas, professores, alunos e pais. Porque ver florescer um projeto de habilidades socioemocionais em um cenário da fragilidade socioeconômica da Região Nordeste, nos faz acreditar que qualquer terreno da educação é fértil para aqueles que acreditam e se dedicam para que mudanças aconteçam.

 

Vamos juntos nessa jornada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu