Os benefícios da Gamificação na educação

Marketing EducacionalMatrícula

Os benefícios da Gamificação na educação

Alunos mais engajados nas aulas, participando com atenção e aprendendo de forma inquestionável as habilidades e competências que seus mestres ensinam.

Esse é o sonho de todo professor, de toda escola. Mas como transformá-lo em realidade?

Hoje vamos falar de uma tecnologia inovadora em educação capaz de despertar o interesse de seus alunos e ajudá-los a evoluir nas habilidades cognitivas, sociais, emocionais e éticas enquanto se divertem.

Estamos falando da gamificação, um recurso que torna suas aulas mais dinâmicas, interativas e participativas.

Pronto para conhecer mais sobre essa tecnologia? Então acione o Método do Detetive do Programa MenteInovadora e acompanhe a elucidação das perguntas sobre o tema do nosso artigo de hoje.

O que é gamificação na educação?

De maneira bem simplificada, é a aplicação dos princípios dos games em situações educativas. Ela estimula os alunos a aprenderem enquanto se divertem, reforçando tanto os aspectos teóricos quanto os práticos do conteúdo que está sendo ensinado. Os jogos atraem os jovens e os levam a querer jogar mais, quanto mais aprendem por meio dos jogos, mais eles querem aprender.

Como funciona a gamificação na prática?

O professor imagina situações gamificadas para adaptar à sua prática didática. Ele cria um método que proponha um percurso a ser seguido, ofereça obstáculos a serem superados e conceda recompensas ao final. É possível e recomendável usar jogos, sejam eles virtuais ou de tabuleiro, nesse processo.

No Programa MenteInovadora, por exemplo, os professores são formados pela Mind Lab para conduzir a gamificação das aulas por meio do uso de jogos de tabuleiro. Como mediadores da transposição do conhecimento teórico para a aplicação na prática, eles aplicam os Métodos Metacognitivos para estimular a reflexão entre os alunos.

Enquanto se divertem, crianças e jovens desenvolvem a cognição e as competências socioemocionais.

Existe comprovação científica dos benefícios da gamificação?

Estudos no campo da neurociência mostram que quando ativamos a emoção, nossa capacidade de aprendizagem é amplificada. Ao utilizar as técnicas de jogo, a gamificação traz o componente da emoção para atuar ao lado do cognitivo. As reações prazerosas geradas pelo jogo ativam a liberação de dopamina no cérebro, hormônio que estimula o aprendizado e a memória.

O que o aluno ganha com a gamificação?

Os benefícios para os estudantes são imensos. Os jogos despertam o prazer de aprender, o protagonismo na aprendizagem, a autonomia, o desenvolvimento da memória e da assimilação de conteúdos, e ajudam a desenvolver as habilidades socioemocionais tão desejadas pelo mercado de trabalho do século 21.

Parece que estamos falando de uma brincadeira, mas na verdade o assunto aqui é o futuro das crianças e jovens que educamos em nossas salas de aula.

No Programa MenteInovadora, por exemplo, os jogos ajudam no desenvolvimento de habilidades como resolução de problemas, trabalho em equipe, gerenciamento de recursos, análise de risco, autoconhecimento, gerenciamento das próprias emoções e atitudes éticas responsáveis, entre outras.

O que a escola ganha com a gamificação?

Se você prestou atenção à descrição das habilidades desenvolvidas pelo Programa MenteInovadora, que é todo baseado na gamificação, você notou que ele ajuda a sua escola a desenvolver basicamente as habilidades preconizadas pela Base Nacional Comum Curricular, a BNCC, em suas competências gerais.

Mas os benefícios para a escola não param aí.

Ao ampliar a satisfação dos alunos e potencializar a aprendizagem, a gamificação auxilia sua instituição na retenção de alunos. Afinal, crianças e jovens mais felizes e aprendendo mais deixam os pais e mães mais satisfeitos com a escolha escolar que fizeram.

O que o professor ganha com a gamificação?

Os melhores profissionais sempre estão em busca de aperfeiçoamento de suas práticas para obter resultados mais empolgantes.

Ao adotar um programa como o MenteInovadora, a escola abre aos professores a possibilidade de participar de um processo contínuo de formação para aplicar a gamificação em suas práticas.

Transformando-se em mediadores do conhecimento, os professores também desenvolvem novas habilidades socioemocionais que melhoram não apenas a prática docente, mas as atitudes cotidianas.

Os relatos de professores que passaram pela formação do MenteInovadora falam por si só. “Hoje eu não me vejo dando uma aula, fazendo uma outra atividade, sem estar com o MenteInovadora junto”, afirma Milena Fabrini, professora de Ciências da rede pública municipal de Natal, no Rio Grande do Norte (clique aqui para assistir ao depoimento completo da professora).

Que tal conhecer um pouco mais sobre o Programa MenteInovadora e a maneira como ele pode trazer a gamificação para o dia a dia da sua escola?

Visite a página do programa especialmente concebida para tirar todas as dúvidas de professores e gestores escolares. Veja como o Programa MenteInovadora vai ajudar sua escola a se adequar à BNCC ao mesmo tempo em que amplia a aprendizagem e a satisfação de seus alunos e familiares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu