Socioemocionais: a chave para o sucesso escolar de seus alunos

Confira como as habilidades socioemocionais são capazes de impactar o desempenho dos alunos da sua escola

Um dos caminhos para melhorar o rendimento de seus alunos pode ser o desenvolvimento das habilidades socioemocionais. Você já pensou como isso é possível?

Diversas pesquisas realizadas em áreas como a neurociência e a psicopedagogia revelam que alunos que aprendem como desenvolver as habilidades socioemocionais demonstram maior facilidade para aprender os conteúdos da escola.  Além disso,  são mais envolvidos com a própria aprendizagem e melhoram seu desempenho em todas as disciplinas.

Socioemocionais: como impactam o rendimento escolar?

As habilidades socioemocionais nada mais são do que as ferramentas que possuímos para lidar com nossas emoções, nos relacionarmos e gerenciarmos nossos objetivos de vida. Ou seja: são as habilidades que usamos cotidianamente para lidar com as situações da vida, para aprender, para conviver com outras pessoas e até mesmo para aprendermos a ser quem somos.

Alguns exemplos de habilidades socioemocionais são: autoconhecimento, resolução de problemas, tomada de decisão, planejamento antecipado, gerenciamento de recursos, entre outros.

Esse assunto é tão importante quando falamos de educação e de preparar as novas gerações para o futuro em nosso país que as diretrizes da BNCC dão grande destaque ao desenvolvimento dessas habilidades, como você pode observar no texto “Socioemocionais e a BNCC: como adequar a sua escola?.

Mas como elas são capazes de ajudar os alunos a aprenderem mais?

Alunos que aprendem a se organizar, a possuir maior autoconfiança, a lidar com os próprios erros e frustrações, são naturalmente mais envolvidos com a escola.

As habilidades socioemocionais constroem alavancas para que os alunos aprendam os conteúdos escolares, já que favorecem o desenvolvimento das habilidades cognitivas, aquelas usadas ​​para aprender, compreender e integrar as informações de maneira significativa (memória, atenção, percepção, entre outras).

Socioemocionais e rendimento escolar: comprovação da eficácia

Algumas universidades, institutos de pesquisa e empresas de educação vêm se dedicando a comprovar como o desenvolvimento das habilidades em socioemocionais impactam no rendimento escolar.

Em uma pesquisa realizada pela Universidade de Yale/EUA, em 2004, foram comparados resultados de desempenho de grupos de alunos que trabalharam com e sem a metodologia do Programa MenteInovadora, da Mind Lab, que tem como pilar o uso de jogos de raciocínio para o desenvolvimento de habilidades socioemocionais, cognitivas e éticas.

No prazo de três meses, foi possível notar um incremento considerável no desempenho dos alunos que trabalharam com a metodologia em testes de matemática e habilidades linguísticas. Saiba mais sobre essa pesquisa.

Já em 2011, o Instituto Mind Group, em parceria com o INADE (Instituto de Avaliação e Desenvolvimento Educacional), realizou um estudo com alunos do 5º ano do Ensino Fundamental de 145 escolas, públicas e privadas.

O objetivo era ampliar e aprofundar os resultados obtidos em dois estudos anteriores (2009 e 2010) em relação ao impacto da utilização do Programa MenteInovadora, durante três meses letivos, nos níveis de proficiência dos alunos em diferentes áreas do conhecimento.

Confira os resultados nos gráficos abaixo:

As experiências anteriores comprovaram que o contato com a metodologia adotada no estudo promove saltos de aprendizagem no curto prazo de 3 meses.
Gráfico mostrando o aumento de proficiência dos alunos em Português, Matemática e Ciências
Evolução dos alunos segundo os Níveis de Aprendizagem


Como resultado, os alunos melhoraram seus níveis de proficiência em Língua Portuguesa, Matemática e Ciências, muito além do esperado para o período (segundo escala SAEB).

Houve também uma diminuição significativa no número de alunos situados no nível “Abaixo do Básico” e “Básico”, acompanhada de aumento nos níveis “Adequado” e “Avançado” nas três áreas do conhecimento avaliadas (tomando-se como referência a escala SAEB).

Esses estudos são apenas alguns exemplos do enorme impacto que o desenvolvimento das habilidades socioemocionais pode ter na aprendizagem e na melhora do rendimento escolar dos alunos!

Além do autoconhecimento

Esther Carvalhaes, analista da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico) e especialista em habilidades socioemocionais, comenta:

Apenas os conteúdos escolares não parecem mais bastar para as sociedades atuais. Na escola, os alunos aprendem a se relacionar, a lidar com diferentes opiniões e costumes, a trabalhar em equipe e até a estabelecer alvos mais elevados para si mesmos. Isso exige que eles desenvolvam uma série de habilidades não estritamente cognitivas, mas que têm mais a ver com sua capacidade de construir relações de confiança e de se autoconhecer, de mobilizar ou controlar suas emoções, seja para atingir objetivos escolares ou para criar um ambiente positivo ao seu redor”.

Pouco valorizadas no passado, mas hoje fundamentais para a aprendizagem, as habilidades socioemocionais já demonstram que são capazes de ir além do autoconhecimento e da inteligência emocional: são peça-chave no processo de aprendizagem dos alunos e serão cada vez mais importantes no currículo pedagógico das escolas do Brasil e do mundo.

Conte com as parcerias disponíveis e veja você também o aumento do rendimento escolar de seus alunos!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu