Coreia do Sul retoma atividades com o Ensino Médio

Gestão EscolarGestão Escolar

Coreia do Sul retoma atividades com o Ensino Médio, o país se prepara para segunda onda de Covid-19, mas o ambiente altamente competitivo na educação forçou o governo a reabrir as escolas.

Estudantes com máscaras, carteiras distanciadas em 1,5 metro e isoladas por películas de acrílico a fim de manter seus ocupantes isolados dos colegas e dos professores. Esse foi o cenário encontrado pelos 440 mil estudantes do último ano do Ensino Médio quando retornaram às aulas, em maio, na Coreia do Sul. Apesar de todos os esforços, o retorno às aulas presenciais tem sido difícil. Muitas escolas tiveram de ser fechadas alguns dias depois da reabertura porque o número de novos casos diários da doença deu sinais de crescimento.

Dando sequência à série sobre planejamento para retorno presencial às aulas :

Hoje o Educador360 apresenta as medidas sanitárias adotadas no país que chegou a ser o segundo pior do mundo em contaminação pela Covid-19, logo no início da pandemia. Ao passo que tomou medidas assertivas de contenção que incluíram o fechamento das escolas por dois meses, o país controlou a disseminação da doença e é considerado hoje um modelo de atuação. No final de junho, a Coreia do Sul somava 12.800 casos confirmados, dos quais 11.537 foram recuperados. Apenas 282 mortes foram registradas.

Mesmo assim, o retorno às aulas presenciais continua enfrentando dificuldades. Num primeiro momento, apenas os alunos do último ano do Ensino Médio foram autorizados a retornar, porque terão de enfrentar o vestibular no fim do ano. Como o ambiente educacional é altamente competitivo no país, com disputa por vagas nas melhores universidades sendo considerada fundamental para o futuro dos jovens, o governo se viu pressionado a reabrir mais escolas.

No início de junho, outros 1,8 milhão de estudantes dessa fase e dos anos finais do Ensino Fundamental I também foram autorizados a retornar às aulas presenciais. Em meados de junho, porém, as autoridades sul-coreanas se preparavam para uma possível segunda onda da Covid-19, mas fechamento das escolas não estava totalmente descartado.

Confira a seguir as medidas adotadas naquele país:

Infraestrutura

Divisórias de acrílico foram instaladas entre as careiras e marcações no chão delimitaram a distância entre as pessoas em filas. As carteiras foram afastadas em 1,5 metro.

Inspeção e controle

 A temperatura corporal dos estudantes é averiguada na chegada às escolas. Alunos com febre são impedidos de entrar na escola e isolados para investigação posterior.

Segurança e higiene pessoal

O uso de máscaras é obrigatório e os estudantes receberam recipientes com álcool em para higienizar as mãos e as mesas.

Distanciamento social

Os estudantes são obrigados a se manter distantes de seus colegas. Apertos de mãos e abraços estão proibidos, bem como o compartilhamento de lanches.

Estratégia de retorno

Os estudantes estão voltando gradualmente. Dez dias após o retorno dos alunos de último ano do Ensino Médio, foram autorizadas a volta dos demais estudantes dessa fase de ensino e, num terceiro momento, alunos do 3º e 4º anos do Ensino Fundamental. Os demais estudantes permanecem em casa, recebendo atendimento por meio de aulas remotas.

Confira também as medidas adotadas na China, país onde a pandemia começo, e na Dinamarca , primeiro país europeu a retomar as aulas presenciais.


3 Comentários. Deixe novo

  • Observando as atitudes tomadas para o retorno na Coréia é importante ressaltar que os alunos envolvidos nesse processo são adultos e portanto totalmente conscientes da necessidade dessas medidas.
    Muito me preocupa essas medidas sendo tomadas com crianças pequenas que não têm consciência da necessidade dessas medidas e portanto não terão os devidos cuidados, sendo esses totalmente de responsabilidade da equipe escolar. Esperamos que o Poder público tenha condições de oferecer todas as condições físicas e de pessoal que garanta a proteção tanto das crianças como dos profissionais envolvidos.

    Responder
  • Maria Eleni Teles Silva
    16/07/2020 21:36

    As medidas de segurança tomadas pela Coréia do Sul será adotada em todos os países e ainda assim, o número de casos de infectados aumenta… A volta às aulas será realidade em todos os países, alguns com mais cautela, outros enfrentando a segunda onda mesmo com todos os cuidados necessários.

    Responder
  • Daniela Bortolan
    20/07/2020 15:51

    Fica claro que os alunos voltaram por serem maiores, em fase de vestibular, acredita se que sabem as medidas de higiene para evitar o contágio.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu